Eu deveria estar editando um vídeo, mas estou googleando capas de HQs desenhadas pelo infame Rob Liefeld.

lie

Rob Liefeld é o homem que olhou para a anatomia humana e disse “a mãe natureza não sabe de nada. Essa mão aqui devia ser menor, a coxa tinha que ter duas vezes a largura do torso, e tive umas idéias aqui pra uns 50 músculos novos”.

Nada é mais universalmente aceito do que a total falta de talento do Rob Liefeld — e ainda assim, o sujeito fez uma lucrativa carreira na indústria de quadrinhos, o que é bastante inspirador pra nós que também não temos talento em nada. O Rob Liefeld me faz pensar que o único motivo pelo qual eu não estou dando autógrafos na ComicCon é porque nunca tentei desenhar nada.

Em vez de terminar meu vídeo de hoje, estou me deleitando com o absurdo que é a noção de que esse sujeito ficou RICO desenhando algo que ele claramente não sabe desenhar. Por exemplo:

porra1

O Liefeld é completamente incapaz de desenhar capas em que os personagens estejam tocando o chão, sabe-se lá por que. Alguns defensores (sim, tem gente que defende o Liefeld. Mas tem fanboy do Charles Manson também, essa humanidade é inacreditável mesmo) alegam que o desenhista está exercendo algum tipo liberdade artística a prova de críticas. O que está realmente acontecendo, mais provavelmente, é que o sujeito não consegue conectar os pés do boneco com o chão, vá entender por que.

O que DIABOS tá rolando com a mão direita do Fantasma, aliás? Tente colocar a mão nessa posição e você entenderá meu ponto.

Os nomes dos personagens do Liefeld são a coisa mais anos “quadrinho dos anos 90” do mundo. Por isso, se você me dissesse que o nome desse cara é STRIKEBLADE ou WOLFBLOOD ou FIREFUCK, eu nem duvidaria. O que eu acho um pouco mais incomum é esse poder mutante de ter 79 dentes e orelhas de croissant.

A propósito, alguém avise o Kaneda que ele estacionou a moto dele em local proibido.

Esta aqui é um bom exemplo das principais coisas que o Rob Liefeld não sabe desenhar, no caso, mãos, rostos, espadas, armas, proporção, senso de profundidade, personagens encostando no chão, anatomia humana em geral e expressões faciais.

Vejamos — tem o cara do meio, que além de uma protuberante piroca tem duas lanternas em formato de pistola. Vemos mais uma vez o fenômeno dos bonecos flutuantes, seja lá qual o motivo.

Me responda rápido — a espada na mão direita da garota está sendo apontada pra frente ou pra trás? E qual o tamanho dela em relação à espada na mão esquerda?

O Rob Liefeld é como um MC Escher da escrotice. A geometria do mundo que ele desenha simplesmente não faz o menor sentido.

Olha outro exemplo aí. Primeiro: qual exatamente é a posição do corpo do Homem de Ferro…? Literalmente não dá pra entender.

Segundo. Por que tantos personagens desenhados pelo Liefeld parecem estar no meio de uma daquelas cagadas verdadeiramente destruidoras que requerirão cirurgia de reconstrução anal? Olha a CARA do Steve.

Terceiro. Por que a máscara do Homem de Ferro está fazendo expressões faciais?!

Eu não sei quantos personagens do Liefeld tem o poder de fazer o olho brilhar. Ou de flexionar todos os músculos do corpo simultaneamente. Lembra o negócio da cagada de esvaziar todo o sistema digestivo de uma vez? Então.

Personagens com trajes genéricos ao extremo, check.

Pistola-lanterna, check.

Personagens flutuando no éter/com os pés escondidos, check AND CHECK.

Tente entender essa pistola. Ou o braço direito minúsculo que a segura.

A propósito, repare que esse quadrinho é dos New 52. Ou seja, é recente.

Vá se foder, Rob Liefeld.

titanic

Começo este post parafraseando os clássicos vendedores de balinha no ônibus: eu deveria estar estudando, deveria estar malhando — é curioso como eles anunciam seu status de não-ladrão e não-homicida como se estivessem nos fazendo um imenso favor, aliás –, mas em vez disso estou vendo uma animação que mostra todo o processo de “afundamento” do titânico Titanic.

Sim, “afundamento”.  Estou com preguiça de verificar a validez dessa palavra.

Olha a parada. Mas espero que você tenha um tempinho livre, porque o vídeo tem quase 3 horas de duração:

Eu ia até fazer a piada que o longuíssimo vídeo, que foi feito pra promover um joguinho novo baseado no navio, é quase tão longo quanto o filme homônimo do James Cameron. Aí googleei e lembrei porque o filme vinha em duas fitas VHS — aquela porra tinha três horas e meia de duração.

Fica a esperança de que os devs do jogo consigam levantar a grana que precisam. Não pra terminar o game, mas pra atualizar esse site aparentemente feito em 2004.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...