Promessas pra 2008

Lá se vai 2007. Só mais dois dias e eu, você e qualquer pessoa que consiga não levar um tiro no rosto nas próximas 48 horas terá sobrevivido mais um ano. O que é mais do que a gente pode falar de um monte de gente, como o ilustríssimo Prince Pedro Gastão of Orléans-Braganza, o honorável Ryan Gracie, a coitada da Benazir Bhutto e o desconhecido John Belgrave. Sei lá quem é esse maluco, mas se a wikipédia o julga relevante o bastante pra incluir em sua lista de mortes famosas de 2007, ao menos uma menção ele merece.

O finzinho do ano é aquele período melancólico em que você percebe que não fez praticamente nada de edificante nos últimos 365 dias, e que sua vida profissional/amorosa/social continua a mesma merda que sempre foi, senão pior.

E assim o pobre desesperado, tendo uma crise de meia idade 20 anos mais cedo, decide que traçar uma listinha de objetivos pro ano que vem chegando talvez traga melhores resultados que a lista que ele escreveu num guardanapo do Bar do Zeca Paraíba durante o reveion do ano passado. Você sabe, aquela lista com diversos objetivos que você solenemente ignorou durante os últimos 12 meses.

E começa a confecção de mais uma lista de promessas pro ano que vai chegando. Coisas que ele não fez mas deveria ter feito, coisas que ele nunca pensou em fazer mas acabou de perceber que seriam uma boa idéia, coisas que ele deveria parar de fazer antes que a polícia descubra seu envolvimento, mulheres cujos ovários ele planeja conhecer por dentro no ano que vem… Seguindo os clichês, nós aqui no HBD (e com nós eu quero dizer “eu”) também temos uma lista de promessas pro ano de 2008.

  • Uploadear centenas de gigabytes em forma de episódios de Ursinhos Carinhosos e da Get Along Gang no Pornotube, inviabilizando milhares de punhetas ao redor do planeta;
  • Terminar o esperadíssimo post das patricinhas escrotas intercambistas (só falta uns dois parágrafos, contando com esses terei quase três já escritos);
  • Voltar a praticar minha guitarra, que se encontra no momento coletando poeira do lado da minha cama;
  • Voltar a resenhar filmes horríveis, já que aqueles posts rendiam muitíssima confusão entre os círculos de veneração aos tais filmes;
  • Aceitar os convites do k-max e do brok3d e fazer parte da mais temida gangue de hackeres brasileiros (totalmente sem mérito algum, já que a última raqueada que eu desempenhei foi enviar clientes de netbus pra desavisados no IRC);
  • Acabar com a enrolação e pedir logo a namorada em casamento, silenciando as amigas chatas dela;
  • Limpar meu armário, que no momento se encontra em situação lastimável. Tenho pelo menos 5 peças de roupa que eu dei por perdidas simplesmente porque não tenho paciência de revirar a bagunça no fundo do armário pra procura-las. Se uma camiseta cai do cabide, pra todos os fins e propósitos eu preciso de uma nova.
  • Convencer a população brasileira através de posts formadores de opinião de que já está passando da hora de crucificar o Inri Cristo;
  • Comprar um carro, ainda que se trate do tipo de carro que você vê abandonado na margem da BR-115 – o tipo que não tem rodas, motor, assentos, e que atualmente serve como habitação para uma família de quatro sem-terra evangélicos;
  • Construir uma máquina no tempo, voltar a 1995 e ensinar a mim mesmo a importância de ouvir o que seus pais (mais especificamente, o que o SEU PAI) sempre te diziam a respeito de mulheres;
  • Redirecionar o www.hbdia.com pro meatspin (não googleie) por um dia. Ainda que isso me custe metade do tráfego diário do HBD, a perda de empregos e relacionamentos será muito mais substancial e cômica, tornando a pegadinha lucrativa;
  • Provocar alguém suficientemente a ponto de que essa pessoa decida gastar fundos pra mover uma ação legal contra mim;
  • Convencer alguém a me dar cinquenta dólares, fazendo-o acreditar que eu preciso do dinheiro desesperadamente;
  • Promover algum tipo de ataque contra uma comunidade internética brasileira qualquer, utilizando links para 2girls1cup (não googleie) disfarçados com tinyurl.
  • Encontrar os responsáveis pelas inúmeras e absolutamente sem graça redublagem de Chaves que infestam o youtube, e força-los a comer os próprios teclados;
  • Provar cientificamente que a Guatemala não existe;
  • Unir a comunidade nerd brasileira pra ressucitar a brasnet, o que me renderia (graças a liderança do movimento) o status de ircOP que eu sempre almejei ter;
  • Criar uma personalidade blogueira fictícia e arrumar uma briga falsa contra ela, pra ver que lado vocês tomarão;
  • Reproduzir convincentemente os atentados de onze de setembro usando massinha de modelar e a centenária técnica stop motion;
  • Começar a minha própria religião. Pra maximizar a aceitação e o sucesso do novo dogma, pregarei que o caminho pra salvação envolve trepar premaritalmente sem necessariamente conhecer o nome de sua parceira e ingerir quantidades de álcool equivalentes ao mensal consumo de um Chevette 87 descalibrado;
  • Elaborar um teorema matemático que explique satisfatoriamente como as Spice Girls chegaram à conclusão de que elas ainda são culturalmente relevantes;
  • Prorucar tramatento pra dislexia;
  • Resenhar o show do Three Days Grace (que eu comparecerei em janeiro) ainda em 2008;
  • Pedir desculpas pros meus amigos, a quem eu acusei de terem roubado meu SD card de 1gb na última festa que eu dei aqui em casa, quando na verdade o cartão estava entre as almofadas do sofá;
  • Comprar uma nova guitarra (que eu não usarei pra nada além de tirar fotos e provocar inveja em usuários de fóruns que anseiam por um instrumento musical mas mal podem pagar passagens de ônibus);
  • Convencer o mercado canadense a importar refrigerante de guaraná pro seu território;
  • Passar menos tempo na frente do computador. Se eu puder reduzir de 18 pra 16 horas diárias, me darei por satisfeito;
  • Sequestrar os filhos do CEO da Nintendo e convence-lo a assinar um contrato prometendo produzir uma versão de Command and Conquer pro DS – com suporte online e voice chat;
  • Caso o plano falhe e eu acabe confinado a uma cela de 2 metros quadrados no subsolo de uma prisão canadense de segurança máxima, começar desde já a me acostumar com os controle do Command and Conquer de PS1, emulado no PSP;
  • Comprar Need for Speed Pro Street e ESPANCAR o Kauê na PlayStation Network;
  • Aprender a digitar com os pés, dobrando a minha capacidade de produzir textos pro site;
  • Tentar convencer um sonysta, tendo flamewar como única finalidade, de que o DS é um portátil superior ao PSP;
  • Descobrir a senha do router wifi do trabalho, o que me pouparia de uma conta de 200 dólares de celular por causa de leitura de fóruns durante o expediente quando a rede dos nossos computadores desiste de funcionar;
  • Convencer todas as pessoas que me conhecem que eu tenho na verdade 18 anos, e que estive mentindo sobre minha idade durante todos esse tempo;
  • Provocar o Google de alguma maneira que a única forma de resolver o problema seja bloquear o acesso do orkut por brasileiros, documentar o caos resultante.

Se eu me esforçar em pôr em prática pelo menos metade dessa lista, 2008 será um ano muito mais produtivo.

E você? Quais são as suas ilusões pro ano que vem?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

72 comments

  1. Minhas únicas resoluções de ano novo são arrumar um emprego, continuar pagando minhas contas em dia e tentar aprender a jogar Winning Eleven pra poder chutar a bunda do namorado em mais um jogo. Ah, sim . Lutar pela paz mundial também.

  2. Ah, minha única resolução automaticamente falida por default é retornar o Ano Novo pra Abril.

    Se eu realmente conseguir fazer isso, preparem-se pra Saturnália no ano que vem!

  3. Kid se precisar de ajuda pra trazer a Brasnet de volta (sempre quis ser Ircop também) e acabar com o acesso de brasileiros ao Orkut (esse realmente seria um dos dias mais felizes da minha vida, seria impagável a cara de “minha vida acabou” da minha irmã) pode contar comigo!
    Mas minha maior resolução de ano novo é começar a escrever meu livro… pô se Paulo Coelho pode, se Sarney pode, pota que pariu se Ivo Pitanguy pode, porque eu não posso?
    Um abração e feliz ano novo pra você cara!

  4. Cara, você podia fazer revenda ilegal de portáteis pros putos daqui. Eu bem queria comHAJHAGAKJSKFSKA, porra, esse Mario rodando aqui em baixo é sensacional.

    Aliás, trate de disponibilizar os textos completos no feed, cara. Dá muito trabalho ter que clicar no título e vir pra cá.

  5. ” Alessandro:

    Kid se precisar de ajuda pra trazer a Brasnet de volta (sempre quis ser Ircop também) e acabar com o acesso de brasileiros ao Orkut (esse realmente seria um dos dias mais felizes da minha vida, seria impagável a cara de “minha vida acabou” da minha irmã) pode contar comigo!
    Mas minha maior resolução de ano novo é começar a escrever meu livro… pô se Paulo Coelho pode, se Sarney pode, pota que pariu se Ivo Pitanguy pode, porque eu não posso?
    Um abração e feliz ano novo pra você cara! ”

    Talvez fique mais facil se vc se prostituir por um tempo.

  6. “Tentar convencer um sonysta, tendo flamewar como única finalidade, de que o DS é um portátil superior ao PSP;”

    Nem adianta, PSP já nasceu foda 🙂

  7. minha meta eh saber por que o ano novo nao comeca dia 25 de dezembro ja que os anos sao contados a partir do nascimento de jesus (agora por exemplo a gente ta em 2008 d.c. depois de Cristo)

    e a segunda eh que o kid faca 15 anos de idade mental e pare com posts de videogame (coisa de crianca) e faca posts engracado de adulto

  8. Se uma camiseta cai do cabide, pra todos os fins e propósitos eu preciso de uma nova.

    Amém
    __
    Tentar convencer um sonysta, tendo flamewar como única finalidade, de que o DS é um portátil superior ao PSP

    Já tive os dois e prefiro o PSP.
    Atualmente tô com o DS pq roubaram o diabinho da sony, mas eu gostava mais dele, pois é pois é.

  9. Pela última parte de seu comentário, o(a) Hello deve merecidamente arder no mármore do Inferno. Hunf.

    E nem tenho nenhuma promessa. Fazer o quê, né.

  10. “Códigos HTML funcionam nos comentários, então divirtam-se (e parem de usar BBcode. Isso aqui não é orkut, caralho)!”

    Tá funcionando mal a parada u_u

  11. eu queria comer 365 gatas no ano que vem! não necessariamente (só) uma por dia! e também poderia repetir ^^

    2008 é bissexto, champz.
    ;D

  12. Ryan Gracie morreu tarde.
    poderia ter alimentado menos o tráfico de drogas, arrumado menos confusão na noite carioca e roubado menos carros…

  13. Caramba, to rachando de rir aqui…
    Muito bom mesmo!
    Faltou vc assassinar os putos que escrevem a merda do miguxês pra tudo que eh canto.
    Infestaram a net com bju, xAu mIgUxo
    aff
    abraço e Feliz 2008 a todos…

  14. me mudar do Brasil também está na minha lista de afazeres de 2008.
    Só falta roubar uma carga boa em alguma rodovia e depois vender, pra levantar fundos pro meu projeto de ir morar na Europa…

  15. Se você conseguir realizar o ultimo item da lista, você vira oficialmente meu Herói.

    Isso sem contar que você será acusado de genocídio por conta dos suicidios em massa que ocorrerão

  16. Seria fácil levar C&C pro DS já que o N64 tem um. Seria só portar.

    “Construir uma máquina no tempo, voltar a 1995 e ensinar a mim mesmo a importância de ouvir o que seus pais (mais especificamente, o que o SEU PAI) sempre te diziam a respeito de mulheres”

    CONTE-ME MAIS!

  17. Alias, faça um post provando que o DS > PSP pq eu tenho minhas duvidas. Ultimamente tenho achado o PSP > DS.

    Isso trai a minha natureza nintendista. =/

  18. “Voltar a resenhar filmes horríveis”

    Já começo a rir só de imaginar. duashduahs

    “você e qualquer pessoa que consiga não levar um tiro no rosto nas próximas 48 horas”

    E é muito mais fácil evitar levar um tiro no rosto no Canadá do que no Brasil… u_u

  19. Pingback: Rodrigo Ghedin » Resoluções de ano novo? Não desta vez…
  20. boa sorte nas suas realizações..
    descobri seu blog hj, só li esse texto, mas gostei.. quem sabe minha falta do que fazer fale mais alto e volte aqui algumas vezes.. hahaiha

    “ingerir quantidades de álcool equivalentes ao mensal consumo de um Chevette 87 descalibrado;” -- não sei qual seria o total disso num ano.. mas fazer as contas do quanto se bebe no ano é uma meta bemmm divertida: http://rechaverinho.blogspot.com/2008/01/contabilidade.html

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *