Quando personagens virtuais morrem

Durante as aulas de redação do colegial, minha professora costumava dizer que a introdução do texto é geralmente a etapa mais desafiadora do processo editorial. Nela, você precisa apresentar a idéia e propôr algum tipo de conclusão de maneira concisa; os parágrafos seguinte é que terão o trabalho de elaborar a idéia.

Eu particularmente nunca tive muitos problemas em apresentar uma idéia em algumas curtas linhas.

Isso é, até hoje. A dificuldade de escrever este post me remeteu àquelas aulas de redação há mais de uma década atrás, quando a dificuldade de escrever introduções era apenas uma profecia não-concretizada. E por isso essa é a única introdução que esse texto terá.

Hoje a notícia da morte da Tina atingiu a blogosfera.

No blog dela, há um texto autorado pelo marido explicando o acontecido. A mulher andava doente, e entre o círculo de envolvidos nos grandes dramalhões internéticos provocados por ela, era praticamente um consenso de que ela provavelmente não viveria muito tempo.

A notícia se espalhou pelos twitters brasileiros imediatamente. A Tina já havia se tornado relativamente notória no mundo internético brasileiro – tanto pelas intermináveis confusões com blogueiros, tanto pela sua prolífica atividade como comentadora nos mesmos blogs.

Alguns encararam a notícia com perceptível alegria, outros se mostraram movidos com o que não deixa de ser uma tragédia familiar, e houve ainda o grupo de céticos. Segundo o terceiro grupo, não seria de todo improvável que a Tina forjasse a própria morte – seja pra escapar do assédio dos muitos inimigos que ela acumulou nos anos de blogagem, ou talvez apenas pra aliciar reações comovidas da comunidade blogueira. A Tina, segundo ela mesma costumava dizer, não estava acostumada com demonstrações de empatia.

Quando a notícia estourou, não demorou muito pra que todos os olhos se voltassem a mim. Deu pra imaginar a turma inteira com as mãos no nível da cintura, palmas pra cima, na posição universal de “e agora?”, me perguntando se eu me pronunciaria sobre a morte dela.

É entendível. Como disse o Marcus (e com o perdão da aparente arrogância de mencionar citações sobre mim mesmo), “A Tina é o Anti-Kid”.

Não deixa de ser verdade. A confusão entre a Tina e eu ocupou um bom espaço nos holofotes da internet, e por causa disso o nome dela parece irremediavelmente conectado ao meu. Daí a curiosidade geral de descobrir o que EU falaria sobre a morte da mulher, suponho.

Draminhas virtuais não são novidade nenhuma; a umbigosfera já viu tantas briguinhas de ego que já praticamente “ossos do ofício”. A Tina no entanto se distinguiu da maioria por procurar confusão com virtualmente qualquer pessoa disposta a responder as mensagens dela. A quantidade de histórias de inimizade dela com blogueiros por aí afora é impressionante. E eu achando que era muito odiado na época da Semeadores da Discórdia…

Mantenho a opinião de outrora – a Tina era uma mulher solitária e com problemas sérios de socialização. Como já mencionei antes, essa idéia se solidificou na minha primeira troca de mensagens com ela, em que ela respondeu uma crítica minha ao Nirvana com a non sense “…meu computador é melhor que o seu”.

Não vou dar uma de piegas e subitamente mudar todas as minhas impressões sobre a mulher. O que ela fez não será desfeito, ou esquecido. Pra quem não sabe, até mesmo arrumar uma deportação minha ela tentou. E pelo que…? Simplesmente porque eu não bania usuários do meu fórum que faziam piadas a respeito dela. A mulher levava interações virtuais às últimas consequências, o que provavelmente não colaborou em nada com a situação de saúde frágil dela.

Mas ao mesmo tempo, não posso me referir a ela com o mesmo tom desrespeitoso que muitas vezes usei pra falar sobre a mulher. Apesar de todos os problemas que a mulher me causou – problemas de verdade, no âmbito tangível do mundo real -, no fim das contas, ela era apenas uma mulher velha, desequilibrada e doente. Qualquer pessoa que se ocupasse por poucos minutos conversando com ela chegaria ao mesmo diagnóstico. A Tina era muito mais digna de misericórdia do que de ódio. E talvez teria sido muito mais digno e maturo da minha parte ignorar a gritaria incoerente dela, do que atiçar a coitada.

Talvez é daí que emanava essa forte necessidade dela de se socializar através da internet. O Ian falou brincando aqui no MSN que ela “comentava em todos os blogs do Brasil”. O sarcasmo não passa muito longe da realidade; nos últimos meses a Tina parecia ocupar boa parte do seu tempo tentando estabelecer uma social network com blogueiros.

E a despeito de tudo que ela fez e falou contra mim (e até mesmo minha família), a verdade é que ela acabou levando a pior. Assim como o marido e o filho dela, que apesar de provavelmente não se surpreenderem com o falecimento dela, devem estar em bastante desalento.

Os incrédulos forçam o coro de que talvez tudo não passe de um elaborado hoax da mulher; eu não acho que ela se daria ao trabalho de tal coisa. E, se há alguém que conheceu bem a Tina nos últimos três anos, acredito que seja eu. Vi o melhor e o pior dela. Como acabou sendo, vi muito mais o “pior”. É uma pena, porque nos raros momentos de lucidez, a Tina dava impressão de ser uma mulher vivida, uma intelectual até. Pena que levava tudo na internet tão a sério, algo que muitos começam a suspeitar que foi o responsável pela saúde debilitada dela.

Apesar das desconfianças, a manifestação a respeito da notícia foi imensa no twitter; é provavel que o mesmo aconteça nos blogs de amigos dela. Apesar de toda a atenção que ela arrumou com a fama de treteira, ela jamais havia sido notada antes como hoje.

E a ironia do negócio é a verdadeira tragédia da história. A Tina não viveu o bastante pra se ver atingindo aquilo que ela tanto almejava – relevância no mundo blogueiro ao qual ela dedicava tanto tempo.

Rest In Peace, Tina. Pra melhor ou pra pior, a internet não será mais a mesma.

E pra galera que tá deitando e rolando de tanto rir com o fim da mulher – não sejam tão desalmados assim. A despeito de qualquer outra coisa, a mulher deixou pra trás um marido e um filho. Ou seja, enquanto a encheção de saco promovida por ela (na maioria das vezes) se limitava à internet, hoje na Califórnia uma família ficou um pouco menor; é uma tragédia real.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

122 comments

  1. É certo que irá mudar, pra melhor ou pior. E ficou de bom tom seu desabafo, o que prova que apesar dos pesares os ressentimentos sempre serão relevados na hora que passamos dessa pra melhor (ou pra pior).

    Que enfim ela descanse em paz.

  2. Eu só conhecia a tina por vê-la importunar outros blogueiros e confesso que não nutria simpatia.

    Parabéns pelo respeito ao escrever o post. Muita gente esperava outro tipo de atitude.

  3. vi o twitt do nickellis e postei na hora num comentário do post anterior, pensei num direct pelo twitter mas nao sabia se vc ia ver…

  4. A Tina era muito mais digna de misericórdia do que de ódio.

    De fato. Por isso eu restringi o acesso dela ao meu blog. Prefiri tomar esta atitude do que ficar brigando com ela eternamente.

    E mesmo que nós não gostássemos dela, tanto o marido quanto o filhos pareciam amá-la. Assim, devemos pelo menos respeitar a dor deles, que pelo menos a mim nunca fizeram nada.

  5. grande, Kid.

    Terminou a história em grande estilo.

    Todos sabiam do seu relacionamento nada tranqüilo com a Tina, e por isso esperaram alguma manifestação tua. E ela foi digna de aplausos, por manter-se firme em seus argumentos e opiniões, mas mantendo uma lucidez que serve como exemplo pra muita gente.

    grande abraço.

  6. Ah sei lá.

    Pra mim só vai mudar é que agora seus textos terão um expoente de comparação à menos: “tão louco quantoa tina” ou “tão chato quanto a tina”.

    Conheci o blog pouco depois do showzinho dela por aqui, e não frequento outros blogs.

    Pra mim nem fede nem cheira :S

  7. @Fernando

    Eu não conhecia o ciclista do strike. É bastante diferente.

    Sem contar que no caso do ciclista, não estávamos rindo da MORTE do cara, a foto é que era inerentemente engraçada.

  8. Hum… de verdade? Quem morreu? Aquela blogueira maluca que adorava pertubar o quide?

    Ahm… RiP pra ela… quer dizer, será?

    PS: não faço questão de acompanhar qualquer coisa que esteja a mais de 2 cliques de distância de uma página.

  9. Acho que ela deixou uns 2 ou 3 comentários no meu outro blog, mas nunca respondi ou dei muita atenção a ela, mesmo porque já sabia que ela gostava de arrumar confusão. Não sei nem se é certo te parabenizar pelo texto, já que não é um assunto que deva ser comemorado, mas está muito bem escrito, sem hipocrisia e sem festejar em cima do caixão também.

  10. @Anon

    Significa “abraços”. É um emoticon bem antigo, da época de BBSs e tal. Geralmente usado pela galera bem old school.

  11. A Tina lembra a personagem da Judi Dench em “Notas sobre um escândalo”: velha, carente e doente.

    E, como disse o Milhouse ali em cima, pra mim nem fede nem cheira.

  12. se fue… pior que até eu mandei a velha tomar no olho do toba por me mandar um e-mail mal-criado e .. pensando bem, não, não me sinto culpado.

    mas o texto ficou excelente.

  13. Concordo plenamente com o seu último parágrafo. Apesar da tendência irremediável, incrustrada na índole do povão tupiniquim, de fazermos piadas com as desgraças alheias, a família da Tina merece respeito. []’s

  14. Parabéns pela sensatez, todo ser humano merece o minimo de respeito, não tripudiar da morte de uma pessoa está incluso nisso.

  15. HunterDog:

    Primeiro o Capitão América… agora a Tina
    certeza que é só pra aumentar as vendas =D

    AEHUEAAHUAEHUEAAE caraleow, sorte que tinha acabado de comer antes de ler essa porra..

    Tudo bem que temos que ter respeito PORÉM, SS de que ela realmente morreu ou FAKE. No além ela pode fazer o que quiser, mas nesse plano nós ainda só trabalhamos com fotos.

  16. Me lembrou aquela véia que tinha um blog, não lembro o nome mas teve post aqui no HBD, que disse ter morrido e depois descobriram que era mentira.

    Mas afinal, é como disse o Kid, na vida REAL é foda.

  17. bom, acho q ngm deve rir da morte dos outros.

    Mas morrer tb n santifica ngm ;/ qlqr um q tenha comentado um “espero q esas veia morra” e chegar aqui postando um “R.I.P.” pode ser chamado de hipócrita…

    bom texto kid, acho q pra alguem q foi tão relacionado com ela, foi bem bacana você escrever um texto respeitoso para com ela, mesmo ela tendo feito tudo oq fez.

  18. Então, coitada dela. Tomara que ela esteja se divertindo em outro lugar =D

    Btw, eu li o forum lá…tipo o cara é americano e não escreve portugues bem né ?

    não acho que “tininha gostozinha” seja apropriado para um post funebre.

  19. Aproveitando o mote, sou ciclista e fiquei chateado também com a troça no caso do strike, mas entendo esse lado engraçado que você viu. Até me peguei rindo no podcast com vocês, apesar de tudo. Pena que não era um desenho animado.

    Nesse caso da Tina sua atitude é muito digna. Parabéns pela sensibilidade.

  20. A história da Tina tá virando uma saga do hbd.

    “Tina -- O Filme”
    “A morte de Tina”

    daqui a pouco ela chega “ooooooi galerinha, morri não, era só pra chamar atenção…”

    “A Volta de Tina”

  21. Kid, como eu disse lá no blog, eu conheci a Tina quando caí, por alguma razão, num blog que não devia ser o seu porque era um papo meio adolescente, em miguxês (ou, no caso, inimiguxês)

    Vi o barraco e cliquei no blog dela, e fiquei impressionada com uma mulher madura, inteligente e com tantas referências culturais até sofisticadas se passava pra perder tempo com um monte de adolescente que a chamava de “véia”.

    Ela passou a frequentar meu blog (talvez pros tweens eu seja uma véia também hehehehe), ficou amiga de muita gente que ia lá e nunca tivemos nenhum problema, sempre percebi que ela tinha seus problemas, então, nunca bati boca e ela sempre me tratou com todo respeito.

    Do mesmo jeito que não entendi o que diabos ela fazia nesses blogs que não tinham nada a ver com ela, também não entendia porque as pessoas ficavam batendo boca com uma mulher que já tinha até escrito que tinha problemas neurológicos e falava de seus problemas de saúde sempre.

    Tive minha fase -- curtíssima -- de embarcar em briguinhas com blogueiros que adoravam criar suas polêmicas (não estou dizendo que é o seu caso, não sei nada da briga de vocês), mas aprendi logo que tenho mais o que fazer e nem navego muito pra não ter raiva, portque d evez em quando encontro alfinetadas pra mim pela blogosfera agora.

    Depois do que aconteceu com a outra blogueira, claro que também pensei que podia ser uma jogada, nem tanto dela, mas uma coisa exigida pelo marido, pra que ela se afastasse da confusão na internet que estava mesmo prejudicando sua saúde. Mas acho que não… ainda que não bote a mão no fogo.

    Adoraria saber que ela está enganando todo mundo, pelo menos assim estaria com a família e afastada das confusões.

    Aliás, uma coisa que eu acho bacana é a família dela, mesmo com todo mundo dizendo que ela era velha e louca, o marido era bem interessante e o filho lindo e, pelas fotos, pareciam loucos por ela.

    Enfim, não conhecia seu blog, mas gostei muito, você escreve muito bem e esse post foi ótimo.

    Sobre a loja EB de video games, já vi duas aqui em Washington, DC, ainda existe, sim. Mas nunca consegui comprar games que eu achasse muuuuuuito baratos não.

    Abraços.

  22. Kid, você levou o acontecimento do melhor jeito possível.
    Você conseguiu falar o melhor que tinha da Tina sem nenhuma hipocrisia.
    Ganhou um +hero agora.
    Parabéns por sua dignidade.

  23. Eu não acho que toda a busca de atenção da tina pelos blogs do brasil tenha debilitado ela. Pelo contrário, se ela só fazia isso, é porque ela gostava da atenção. Talvez a fizesse se sentir viva ter uma interação tão grande com as pessoas.
    Talvez não…
    De qualquer maneira, eu não leio o hbd faz bastante tempo, mais ou menos desde alguns meses após a criação do hMd, quando eu simplesmente perdi o interesse de procurar atualizações.
    Por coincidência voltei hoje a ler e já ia imaginando coisas como, “que saco, vou ler o primeiro post não vou entender nada sem background”…

  24. Parabéns pelo post. Fechou com dignidade a sua parte na história toda…

    É sempre interessante lembrar que celebridades internéticas também são seres humanos…

    []´s

  25. Kid, sou tua amiga tá? 🙂

    Lembra de um podcast (acho que o segundo) que a mãe dela morreu e brownser falou na possibilidade dos seus filhos (seu e o filho dela) se cruzarem? Quase profético.

    Belo post, manteve respeito mas não ficou puxando o saco só pq ela morreu.

    Agora se for fake, essa mulher precisa urgente ficar longe de pcs.

  26. Esperamos que não seja um hoax. Isso seria, definitivamente, o fim da picada.

    Tivemos contato com a Tina há alguns meses, ela queria nos deixar a par do “verdadeiro” relato da história. Não sei se o fato de que ela se importava com minha opinião sobre o assunto é bom ou ruim. Mas aconteceu.

    Pois então, que tudo caminhe para o melhor de agora pra frente. Felicidades a todos.

    (Céus, segunda notícia de morte em três dias…)

  27. Se não me engano, conheci a Tina aqui. Tinha link ali do lado>>>. Uma senhora inteligênte, conhecia muita coisa. Ela começou a se corresponder comigo quando meio que a defendi em uns comentários de um blog. O cara tava errado, mas não foi nada demais. Depois disso ela passou a comenar sempre e apoiar meu blog. Até me deu um MP3 de aniversário.

    Sempre ficava sabendo das briguas dela depois que aconteciam, mas nunca me envolvi. Era uma pessoa bem diferente, mas nunca me deu problemas, pelo contrário. Enfim, o filho dela é novo, deve ser ruim crescer sem mãe. Era melhor que fosse um hoax.

  28. O posto foi show mesmo Kid…

    Só esse monte de post te colocando no pedestal que soa meio gay…

    Você é um cara inteligente, que tem passado por mudanças e amadurecido virtual e pessoalmente, isso é natural. Não sei pq o fato de você ter sido coerente surpreende tanto as pessoas.

    Porra a mina do jurídico é muito gata não consigo mais teclar, fui…kkk

  29. Não era um post sobre a Tina? Começa com um assunto de gente e depois vai focar nessa merda de blogosfera, HBD continua a mesma merda de antes mesmo.

  30. Uma lei para manipular a internet está tramitando por brasilia e já foi aprovada uma vez na câmarada dos deputados e no senado , e está retornando para a câmara
    para última aprovação e envio direto ao presidente Lula , está lei tira totalmente nosso direito de liberdade e nos coloca na boca do lobo
    a lei dá plenos poderes para as forças Policiais lerem nossos E-Mails e seguirem nossos passos ( sites que acessamos , pessoas que falamos em Chat’s e etc.. )
    sem autorização judicial , confrontando plenamente a nossa constituição que diz que temos direito a privacidade.
    outra proibição será ter filmes de qualquer ESPECIE guardado no computador , ou seja , caso você compre um filme e o passe pro computador , será um infrator da LEI
    e caso seja pego ira receber de 4 a 8 anos de cadeia mais uma multa , sites de video como o famoso Youtube serão bloqueados ao acesso do público brasileiro como os sites
    de Humor que utilizem fotos de famosos sem prévia autorização para sátiras humoristicas.
    um grupo de professores de uma faculdade criou um site que faz um abaixo assinado virtual para que essa lei seja VETADA.
    o site é : http://www.petitiononline.com/veto2008/petition-sign.html
    após acessa-lo , a pessoa deve colocar NOME , Cidade E Estado , E-Mail e o Comentário.
    após isso clicar na opção Public e depois Preview Your Signature , logo após clicar em Approve Signature.
    todos os votos serão enviados para Câmarada , votem quantas vezes for possível , quanto mais votos melhores e divulguem a todos os seus amigos.
    que a democracia possa voltar a reinar na internet novamente.

  31. Ola, de blog em blog cheguei aqui.
    A Tina apareceu no meu blog em 2006, e nao durou muito me causou tantos problemas, que tive que mudar o endereco do meu blog somente para evita-la. A mulher era visivelmente desequilibrada. Lembro ela dizendo que havia abandonado o Orkut porque o perfil dela estava vandalizado. Ainda tenho os emails que ela me enviou na tentativa de instigar mais confusao pro meu lado. Eu nao sou de brigar com ninguem nesta internet. Nem sou de queimar as minhas pontes, como ja vi muita gente fazendo por ai afora. So tem duas pessoas nesta blogosfera inteira com que eu nao falo, e a Tina era uma delas.
    Que ela descanse em paz.

  32. mark, o problema dessa lei não é que tem como objetivo manipular a internet e sim que vai igualar quem baixa músicas a um pedófilo e isso é o motivo para ir contra essa lei.

    Ótimo post btw. Não cheguei a conhecer essa tal de Tina muito bem mas ela conseguiu o que queria: Ser reconhecida por muitas pessoas que vagam pela blogosfera/internet. R.i.p

  33. A Tina foi uma Gênia imcompreendida, talvez nem ela mesmo se deu conta de seu legado. Uma espécie de Jigsaw(do filme Saw) da internet. Assim como Heath Ledger, Tina morreu no auge, este post é a prova definitiva da obra flammer que Tina deixou na Internet Brasileira.

    reflitaum

  34. ow Kid, já tá na hora de atualizar isso aqui!
    não aguento mais ver pessoas falando sobre a mentirosa da Tina
    eu não acreditei nem um pouco nessa história u_u

  35. Kid, você não quer dar uma zuada em “sites que tentam se mostrar sérios com histórias absurdas”? E o pior, gente que cai…
    por exemplo:
    http://www.realalternativa.net/leidaatracao.htm

    olha o tipo de frase nada subjetiva:
    Vários cientistas norte americanos afirmam que existe uma parte da mente humana desconhecida que pode realizar verdadeiros “milagres” na vida das pessoas, mas que elas precisam usar as técnicas específicas para entrar neste estado desconhecido.

  36. Hey Kid, tava viajando no Orkut, e vi uma coisa que me lembrou você. Dá uma olhada na comunidade da Bruxa de Blair no Orkut, com os negos achando (e discutindo) que o filme é real. Impagável.

  37. @Anon
    então, talvez…
    rir da morte alheia não é mto legal né?!
    hahahahahahah

    ps: não to rindo dela, to rindo de vc, logo EU não vou pro inferno… uhuhuhuhuh

  38. Tipo, de forma nenhuma quero ser agressivo, mas, o project do HBDCast foi abandonado?
    Pois lembro-me que uma galera tinha doado uma grana para o host do podcast e no entanto no tô vendo retorno da tua parte.
    HBDCast já era mesmo?

    Obrigado

  39. O HBDcast nao acabou, nao. Eh que eh dificil arrumar um dia em que todos os participantes estejam disponiveis. Lembre-se, temos empregos e vidas pessoais. Tendo dito isso, queremos gravar um episodio novo o mais breve possivel 😉

  40. Ok =P
    E há planos pra voltar a funcionar no iTunes?
    Nem comparação ouvir no ipod, no ônibus, indo pra faculdade.

    Tipo, não sei se isso pode inspirar um post ou algo do tipo, mas agora há pouco no mercado vi aquele Chocolate massa da nestlé, sabe?
    Esse: http://www.nestle.com.br/PortalNestle/images/historia/1975_doisfrades_pq.gif

    Então. O nome dele é Chocolate Dois Frades. Entretanto, é popularmente conhecido como Chocolate do Padre.
    hahahaha

    Fui

  41. Nossa! Queridíssima essa Tina… Mas me desculpem, nunca ouvi falar antes! Blogs tem isso, milhares de micro universos, ou panelas como se dizia antigamente com estrelinhas coisa e tal em cada uma!

  42. @Fer

    Vi agora. Por que diabos o cara inventou de escrever em português, eu jamais saberei. Não dá pra entender porra nenhuma daquele texto, exceto a entrelinha de que ele parece estar me criticando.

  43. @Kid

    Tava vendo um comentário que você tinha postado pra Tina uma vez n’ A Grande Abóbora e vc disse:

    “Morra logo de uma vez, velha antipática, maluca e egomaníaca.”

    E não é que a velha não demorou nem 3 meses depois dessa?

  44. Kid, decifra essa frase se for capaz:
    “você e tanto burro como o português que manda o doutor de cortar os testículos dele.”

  45. Olá eu kero fazer inimigos.
    Eu tenho graves problemas psicologicos, acabei de assaltar um banco e estou n8um cafe net.
    O meu nome é siruis black e matei uma ratazana voadora.
    Sou estupido.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *