Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Eu vou divulgar seu trabalho no HBD e no meu canal

Postado em 2 November 2016 Escrito por Izzy Nobre 18 Comentários


Fala molecada! Se liga no dilema bizarro em que me meti: pintou uma viagem de última hora para Ottawa, a capital canadense. Estou alucinado pra embarcar nessa, tanto porque eu estou louco pra viajar mais, tanto porque eu adoraria finalmente conhecer a capital do país que me acolheu, e também porque eu me amarro pra caramba na ideia de criar conteúdo itinerantemente. Um negócio meio Jack Kerouac do novo milênio, saca?1 Não tem nada que me anime mais do que a ideia de meter câmera e laptop numa mochila e sair por aí filmando minha cara gorda com um background diferente atrás.

O problema, porque obviamente sempre tem um, é que uma viagem assim do nada fode o orçamento de qualquer um bem no meio do cu. E não é nem uma foda carinhosa; esse tipo de viagem pega o orçamento, vira de costa, e mete com força com uma camisinha feita de lixa e cacos de telha. Digamos que não é exatamente um Dia dos Namorados pra minha conta bancária.

Veio-me a ideia talvez brilhante, talvez nem essas coisas todas, que tem potencial de não apenas financiar essa viagem MAS abrir as portas de outras futuras, resolvi abrir um LEILÃO DE ANUNCIANTES.

É simples a ideia. Por míseros R$500, você compra um espaco de 30 segundos (impuláveis através de Adblock, diga-se de passagem — TODOS os meus espectadores verão seu trabalho) em um dos vídeos da viagem. Haverão quatro vídeos.

Basta 4 leitores ou inscritos que tem R$500 e algo pra divulgar pra que eu não saia no vermelho nessa viagem. Para a transferência usaríamos o TransferWise, que eu já usei uma vez e foi uma verdadeira mão na roda.

Eu não almejo lucrar NADA com isso. Absolutamente nada. Pode pesquisar o preço de passagem aí, o voo Calgary-Ottawa não sai por menos de 800 dólares canadenses. Eu quero única e simplesmente neutralizar o arrombamento anal das minhas economias. Pra isso, preciso de quatro anunciantes, cada um me dando 500 reais, ou 200 dólares canadenses. O resto eu mesmo banco, é a passagem área que faz aquele amorzinho gostoso com o intestino grosso da minha conta corrente.

MAS NÃO É SÓ ISSO. Além de divulgar seu canal (ou podcast, página do facebook, seja lá o que for) como patrocinador da viagem, eu também escreverei um texto aqui no HBD avaliando amostras do seu trabalho. Se você tiver um canal, vou avaliar 3 vídeos seus aqui no HBD e dar minha opinião tanto na técnica quanto no conteúdo. Se for podcast, a mesma coisa, mas com 3 episódios que você quiser.
Entendeu? Molezinha. O TranferWise aceita pagamento por boleto, antes que você me pergunte.

Vou repetir por que às vezes vocês leem na pressa e me perguntam coisas que já expliquei: O TRANSFERWISE ACEITA PAGAMENTO POR BOLETO DE BOA E NA TRANQUILIDADE!

Se essa proposta te interessa (vai por mim, NINGUÉM com um público do tamanho e longevidade do meu vai te anunciar por 500 reais), entre em contato comigo AGORA através do izzynobre arroba gmail.com
Eu quero viajar, você quer que a internet (não apenas qualquer internet, a MINHA internet, o meu público, que modéstia à parte é foda pra caralho) conheça o que você cria. Se você tem 500 reais aí dando sopa, vamos fechar esse negócio?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 32 anos, também sou conhecido como "Kid", e moro no Canadá há 13 anos. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas, e sobre notícias bizarras n'O MELHOR PODCAST DO BRASIL. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

18 Comentários \o/

  1. Gregório says:

    Izzy, beleza?
    Cara, coloca alguns números de público aqui, do blog, canal no youtube e mídias sociais.
    Quero vender a ideia para alguém que não te conhece e, com números, fica mais fácil.

  2. Iago Riveiro says:

    A volta do pesquisas malucas seria foda. Imagino quantas pesquisas de vídeos de cu cagando em cima de espelho sendo estuprado por amigos gays devem ter sido feitas desde o último…

  3. Ismael Hernandes says:

    Go go go!!

  4. Luiz says:

    TU É FODA <3333

  5. Chapa Man says:

    Porra Izzy,

    Nao curti essa sua ideia nao, meu caro !
    Sou leitor do blog e tal mas, essa de financiar sua viagem com grana de anunciantes, sou contra !
    Nao vou deixar de ler seu Blog nao, mas, na boa, se vc tem que fazer uma viagem, faça como qualquer um de seus leitores e banque vc mesmo , mano !

    Abraço,

    Chapa

    • Izzy Nobre says:

      Você é contra eu arrumar um anunciante pra financiar a produção de conteúdo? Por que?

      • Camargos says:

        Vai se vender ao capitalismo opressor sendo financiado pelas grandes corporações para enganar o povo explorado.

        Por causa de alguns milhões de dólares vai dizer que o Galaxy Note 7 é excelente; que o One Man Sky é sucesso absoluto e até que Super Mário é jogo de homem.

      • Chapa Man says:

        Porque isso seria uma atitude “Bel Pescística” . Achei inoportuno lançar uma especie de campanha pra financiar sua viagem. Você já tem os anuncios normais e a questao do Patreon também. Até onde sei, essa não é sua renda principal. Mas… só opinião ! Achei legal vc publicar meu comentario !
        Não sou hater nem nada ! Mas me tornei leitor do seu blog justamente na época da treta com a Bel Pesce e me incomodou utilizar um artificio parecido para custear a passagem.
        Abraços !
        Chapa Man

        • Izzy Nobre says:

          Cara, se você leu meus posts sobre a Bel Pesce, e viu meus vídeos, e acha que minha crítica a ela era relativa ao crowdfunding da Zebeleo, o seu problema é compreensão de leitura mesmo. Mas vamos lá.

          O problema da Bel Pesce era coordenar uma rede imensa de meias-verdades a fim de propelir sua imagem como empreendedora de sucesso e assim vender livro/palestra/whatever. No processo até crédito por idéias alheias ela tomou. Isso se chama “fraude”.

          PARALELO A ISSO, a Bel Pesce teve a péssima ideia da Zebeleo, que era “me deem dinheiro, e assim eu abro um negócio e ganho mais dinheiro“. O problema principal aí é que a pessoa que está dando dinheiro não está recebendo retorno algum. Não há geração de valor pra pessoa que arca com os custos da garota, pelo contrário. Uma das recompensas era um pacote de viagem, por um preço mais alto que tal pacote custa. Não havia retorno algum; havia perda em crowdfundear a Zebeleo.

          No meu caso, eu tenho uma viagem no horizonte, e resolvi pagar pra ela vendendo espaço de publicidade no meu canal e site. Eu não estou “lançando uma espécie de campanha pra financiar minha viagem”. Estou fazendo uma venda de espaço publicitário pra isso. Não há doadores, há compradores.

          Diga-se de passagem, eu estou cobrando tão barato pelo espaço que as vagas esgotaram literalmente em minutos. Isso é o que acontece quando você oferece algo que tem valor. Tente anunciar num canal com 350 mil inscritos E num blog com 14 anos de existência oferecendo menos de 3 mil reais.

          Apontar que tenho anúncios normais e Patreon é, pra ser franco, um disparate sem sentido. Imagina que eu quero comprar um carro, e pra isso vendo a minha moto — e aí você me critica por vender a moto, dizendo que eu já tenho um emprego e não deveria ter feito isso.

          Não faz o menor sentido esse argumento. E não que seja da sua conta, mas Patreon + anúncio de vlog não paga nem meu aluguel.

          Meu esforço pra te explicar isso é claramente fútil, visto que você está equiparando uma venda com doação. Te falta um nível básico de noção do mundo, pra entender que não estou pedindo dinheiro e sim oferecendo uma venda, e usando essa venda pra angariar com os custos de um projeto, e este comentário não consertará isso.

          Eu não entendo nem qual o cerne da sua reclamação, tamanha é a falta de nexo. É eu vender anúncios no meu vlog? Ou eu falar que usarei o dinheiro da venda com uma viagem…?

          • Chapa Man says:

            Fala IZzy !
            Bom dia !
            “Te falta um nível básico de noção do mundo”: Ad Hominem desnecessario e nao combina com o que conheço de vc.
            “Eu não entendo nem qual o cerne da sua reclamação”: Não se trata de reclamação, apenas manifestei discordância dada a semelhança com o processo de arrecadação da Hamburgueria Beuzebú.

            Não sou seu adversario, Mano ! Na verdade, sou leitor do seu blog e é um dos 3 únicos que mantenho no meus Favoritos.

            No seu lugar eu gostaria de receber esse tipo de feedback mesmo que nao fosse positivo.

            “É eu vender anúncios no meu vlog? Ou eu falar que usarei o dinheiro da venda com uma viagem…?”: O que achei mais inoportuno foi utilizar a desculpa da viagem. Pois, concordo contigo, vender espaço de mídia no seu site é uma coisa normal. Posso estar errado mas entendi que utilizar o fato da sua viagem talvez -- eu disse talvez -- tenha sido uma forma de sensibilizar os seus candidatos a anunciantes.
            Mas…congratulo-o por ter conseguido vender tudo.

            Seguirei lendo seu blog diariamente e comentando tambem.

            Abraços !

            Chapa Man

            PS: Sugestao de Post -- Poderia depois comentar sobre a vitoria do TRUMP e possiveis consequencias para o Canada, como imigração de americanos para esse país.

    • Angelo says:

      13 anos “trabalhando” literalmente de graça pra gente.
      Conteúdo em texto, áudio e vídeo. Nenhuma publicidade irrelevante.

      Acho justo arrumar algumas maneiras de financiar tudo isso.

  6. Noção says:

    Sou leitor silencioso do seu site há mais de 10 anos. Momentos como esse me fazem refletir sobre aquele fenômeno que acontece quando você gosta muito do trabalho de algum artista -ator, músico ou whatever- e descobre que pessoalmente a ele é bem escroto, saca?

    Não havia necessidade de publicar o comentário do cara, tampouco responder escrotizando dessa forma. Veja: não estou nem concordando com os argumentos dele, que de fato não fazem sentido. Estou te apontando que a forma de lidar com isso não foi nada legal. Ao longo dos últimos anos, parecia que você tinha amadurecido um pouco e não era mais o flamer porra louca de outrora. Que, aliás, é algo faz parte da sua fórmula de sucesso quando é apontado para um alvo digno de nota, não para um leitor seu.

    Mas me pergunto se na verdade você só não tem se colocado freios para não espantar uma parte do público um pouco mais maduro e que cresceu bastante nesses anos.

    Enfim, não espero e nem quero que publique isso, mas gostaria que lesse e que te fizesse refletir um pouco. O blog é seu, as pessoas comentam o que querem e você tem direito de responder na mesma moeda se se sentiu ofendido. Mas lembre-se que fazendo isso você não está respondendo apenas para a pessoa. Há muitos outros leitores lendo isso.

    Minha sugestão: na próxima, não publique o comentário. Se o fizer e quiser responder, deixa as ofensas de lado. O cara é seu leitor, por mais ridícula que tenha sido a argumentação dele por não gostar da sua venda de publicidade, não há necessidade nenhuma de escrotizar o maluco. Tenho certeza que outros leitores tiveram o mesmo sentimento que eu. Que foi de desgosto suficiente pra me fazer escrever tudo isso e pela primeira vez em 10 anos como seu leitor, quebrar o silêncio e deixar esse comentário.

    • Izzy Nobre says:

      Desculpe. Realmente foi desnecessário, você tem razão. É que é difícil passar CATORZE anos trabalhando pro entretenimento da galera, e receber esse tipo de rejeição quando você tenta monetizar seu esforço pra melhorar um pouco a própria qualidade da sua vida.

      Só estou publicando seu comentário porque de repente é a postura de outros leitores também, e gostaria que eles entendessem o meu lado. O que você não sabe lendo o site aí do outro lado, tendo uma visão limitada da minha vida, é que eu sacrifico MUITO do meu tempo, relações pessoais, meu trabalho real e até mesmo minha saúde por causa do meu trampo de internet. Não é exagero. Eu poderia te dar exemplos detalhados de cada um desses, mas há um motivo pelo qual eu não falo muito dessas coisas. Basta dizer que a maioria das pessoas já teriam desistido essa porra toda há muito tempo. Aliás, não é a toa que muita gente que trampa com internet às vezes manda tudo pro caralho, como é o caso recente de vários podcasts que fecharam.

      Enfim, é um motivo de imensa frustração se dedicar tanto, por tantos anos, e receber esse tipo de reação quando você tenta usar esse trabalho inteiro pra possibilitar algo como uma viagem. Repare que nada está sendo cobrado do sujeito (não é ele que pagará coisa alguma), e como resultado da coisa ele vai receber mais vídeos e textos — ou seja, ele ganha algo a mais, sem gastar absolutamente nada, um anunciante tem seu produto veiculado aqui, E eu posso finalmente viajar. Você consegue imaginar um win-win situation melhor que esse…?

      É muito frustrante aparecer alguém pra encher o saco num caso como esse, e pior ainda, me equivalendo a uma pilantra como a Bel Pesce. É curioso que você ignorou essa parte completamente da equação da minha reação ao comentário dele, aliás. Eu te falo aqui com sinceridade que foi ISSO que me deixou puto. Primeiro porque é um nonsequitur completo, e segundo porque soou como uma provocação.

      Expor a Bel Pesce só me rendeu dor de cabeça. Eu cheguei a perder a hospedagem do meu site por causa daquele caso. Aliás, você tem ideia do tipo de ataque que eu recebi por expor as fraudes daquela garota? Dá uma lida lá nos comentários do Medium onde postei o dossiê pra você ver o tipo de calúnia que apareceu sobre mim. Teve um sujeito (oriundo de um desses chans da vida que me amam, pelo que posso presumir) que chegou a falar lá que eu fugi do Brasil pro Canadá porque estava sendo processado por pedofilia em Fortaleza, o que rendeu uma AVALANCHE de comentários, emails e tweets me perguntando se isso era verdade.

      Você tem a mínima noção do que é entrar na internet e ler um negócio desses…? Pra meses depois chegar um maluco que eu nunca vi vida e dizer semnoçãomente que eu sou equivalente à Bel Pesce?

      É o tipo de coisa que dá vontade de simplesmente largar essa porra toda. O cara deveria se dar por satisfeito que eu não o xinguei/bani por ter me comparado à Bel Pesce.

      TL;DR: Essa reação que parece insinuar “você não tem direito de monetizar seu trabalho, dance para nós de graça, macaco!” é de tirar qualquer um do sério, especialmente quando você tem quase 15 anos de “casa”. Eu amadureci, mas ninguém é de ferro, e é justamente o peso dos anos de amadurecimento, com todas as responsabilidades que os acompanham, que tem momentos em que é difícil responder com civilidade. De qualquer forma, talvez no futuro seja melhor simplesmente não aprovar esse tipo de comentário e move on mesmo.

  7. Bier says:

    Izzy, eu acharia muito legal ter uma avaliação do meu blog na tua página. Porém, considerando que mal tenho um canal no Youtube e pouco tempo pra reger meu próprio blog, acho 500 contos um valor muito alto para um espaço que eu deveria me dedicar mais. Desta vez eu estou fora. Quem sabe quando eu estiver em paz comigo mesmo…

  8. NestorBendo says:

    Izzy, eu sei que pode ser muito tarde pra isso (a viagem já deve ter ocorrido, ter sido fenomenal, e um post a esse respeito muito em breve esteja saindo do forno), mas, fiquei muito curioso: sou Engenheiro Civil, atuo como Projetista Estrutural de Concreto Armado, gostaria de ter anunciado no seu espaço pelos 500 Temers (seria uma abrangência que minha página no Facebook só vai ter quando tiver a idade do seu blog), e fiquei me perguntando como você faria isso de uma maneira decente (há severas restrições para Engenheiros que fazem publicidade de maneiras que quebrem os tabus do sistema CREA/CONFEA) e como você avaliaria meu trabalho?

    P.S.: Foi só pra dar start na flame, por feladaputagem e zoeira, because zoeira knows no boundaries.

    P.P.S.: Te comparar com a Bel Peace foi sacanagem daquele sujeito, só pode.

    P.P.P.S.: O pessoal tem que se lembrar de que “O conselheiro come”, como disse João Ubaldo Ribeiro.

    P.P.P.P.S.: Puta que o pariu, eu sou prolixo bagaraio. Encerro por aqui, antes que acabe no ostracismo.