Tocando música para pegar mulher: a ciência por trás das PANTY DROPPERS, as canções mais eficientes

Olá turma. Você sabia que, proporcionalmente falando, existe mais metal dentro de você do que do seu computador? Isso não é verdade, mas nada que que você fale com absoluta confiança e propriedade será questionado pelos seus amigos. Se você dominar esta habilidade, será conhecido como o grande intelectual do grupo — por mais que você tenha largado os estudos na quarta série e carimbe o dedão sempre que precisa assinar o próprio nome.

Como você talvez saiba por causa de meus vlogs, eu meio que coleciono guitarras. Tenho três, além de um violão. Quando vim para o Canadá, um dos meus grandes sonhos era colecionar guitarras, e é algo que eu realizei.

Só que tem um problema — este desejo era o fruto de um contexto bastante diferente. Sem videogames, sem internet banda larga conectada 24 horas por dia, desempregado e  solteiro, literalmente todo o meu tempo livre era investido em tocar (guitarra).

Hoje, com as malditas distrações modernas (especialmente a internet), acabo negligenciando meus instrumentos. Faz meses que não pego nas minhas guitarras, e faz literalmente anos desde a época em que eu praticava diariamente, com empenho. Estão LITERALMENTE empoeirando!

Mas como comecei na música?

Minha mãe tocava na igreja, então meu primeiro veículo de aprendizado musical era um violão da Yamaha (com detestáveis cordas de nylon) e um livrinho — que ela mesma fez, usando o Word e boa parte das folhas A4 do meu pai — com cantigas evangélicas. Eram as únicas músicas que eu realmente reconhecia, graças a uma infância vivida dentro de igrejas. Peguei o violão, o livro, e saí aprendendo o básico da parada. Acordes simples, dedilhado, essas coisas.

Graças a esse contato com a música, no meu último ano do colegial (e os primeiros da faculdade), eu fazia parte da seleta sociedade de tocadores de violão. Em 2001, quando eu estava no último ano do ensino médio, ganhei uma guitarra (bem fuleira até mas fazer o que) da minha namorada da época. Entrei pra uma bandinha na época e tudo, a famosa “bandinha que nunca vai a lugar nenhum” como era obrigatório.

E com isso conheci o submundo dos malucos que aprendem a tocar guitarra com a única intenção de saborear o máximo possível de coleguinhas de sala. Havia inclusive uma lista específica de músicas mais eficientes em atingir este objetivo; as estratégias das quais (ou seja, que músicas funcionariam mais eficientemente contra quais minas) era algo tão elaborado e bem documentado que colocaria um almanaque de truques e dicas de Pokemon no chinelo. “Mete um Oasis na Fernandinha que é super effective!”

E isso aí não ficavam só na etapa teórica, não: muitos de nós provamos a validade das hipóteses empiricamente. E para isso, empregávamos o que os gringos chamam de PANTY DROPPERS.

Panty dropper” significa, literalmente, “derrubador de calcinhas”. Tradicionalmente, o termo “panty dropper” refere-se aos drinks com maiores chances de levar uma mulher à sua cama.

Eu particularmente não gosto desse uso original, já que ele insinua que você deve embriagar uma mulher para ludibria-la a dar pra você. Não gosto das implicações sociais disso. No entanto, um panty dropper musical é um pouco mais suave, já que você está conquistando uma mulher com sua sensibilidade e skill musical, e não bloqueando a comunicação sináptica de seus neurônios.

O fenômeno das canções panty droppers é algo que já foi observado científicamente, aliás, não é maluquice de blogueiro cearense não. Em 1985, ano de lançamento de Still Loving You, a França passou por um mini baby boom, e isto foi atribuído à icônica música dos Scorpions.

Como diria o Lombardi, ISTO É INCRÍVEL. Isto é, ele diria se não estivesse 7 palmos abaixo da terra e provavelmente sentado no colo do Capeta.

Estou há muito tempo por fora do contexto sexosociocultural brasileiro, então não sei quais são as panty droppers atuais da garotada. No meu tempo, no entanto, haviam três panty droppers invencíveis.

Oasis – Wonderwall

Em 1995, o Oasis justificou sua existência com esta música, que é simultaneamente facílima de tocar, e também extremamente eficiente como uma panty dropper naquela época.

Chris Isaak – Wicked Game

Amigos, essa música é tão sexual que creio ser ilegal toca-la na presença de menores de 18 anos (e se não for, deveria ser). Toca-la expertmente — isso era importante; errar a cada dois acordes e ter que reposicionar a mão olhando pro braço do violão anulava suas propriedades panty dropísticas — numa rodinha de amigos causava um aumento de até 30% na umidade relativa do ar num raio de 10 metros, tamanha era a lubrificação instantânea de calcinhas nas redondezas.

Extreme – More Than Words

Os poderes dessa música são tamanhos que até quem não sabia tocar violão se aproveitava dela. Em três escolas diferentes, tive professores de inglês que trouxeram um toca-fitas pra sala e, sob a premissa de “vamos praticar nossa pronúncia, turma!”, usou a oportunidade pra fazer uma serenata cantada pras colegas de sala mais gostosas. Isso aconteceu em TRÊS colégios diferentes, com três professores diferentes, é importante ressaltar.

Você que toca guitarra: quais eram as suas panty droppers? E quais são as panty droppers contemporâneas?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

83 comments

  1. há quem diga que o Paul McCartney só compõe na presença de meninas de 16 anos, avaliando o efeito molhatório de cada progressão de acordes.

    O cara é fera

  2. “Panty Dropper” no Brasil atual, não se toca no violão, mas sim nas pick-ups equipadas nos carros Kadett, Palio, Unos, etc, tocando em último volume o último funk da moda, ou a mais tocada do Gustavo Lima ou do Luan Santana. 😀

    1. Sim, antigamente a gente curtia as panty-droppers, hoje só tem coisas horrendas envolvendo tchus, tchás, tchererê-tchê-tchês e camaros amarelos.

    1. >John Mayer
      >Tocar Daughters e não Your Body is a Wonderland pra deixar a guria molhada

      Brincadeira, mas tem músicas dele infinitamente melhores pra tocar pra mulherer no violão, como: Good Love is on The Way, Only Heart, Free Fallin’ etc. Daughters muito manjada IMO, já deve até ter perdido o efeito, ahaha.

  3. “More Than Words” foi a mais clássica que peguei.
    Acho que “Layla” do Eric Clapton merecia uma menção no seu texto, mesmo que não seja da sua época, a versão acústica é e a versão original ajudou Clapton a furar o olho e roubar a esposa de GEORGE HARRISON!! Isso mesmo, Clapton furou o olho do amigo e levou Pattie Boyd (Google, vale a pena).

    Clapton é também autor do maior PANTY DROPPER FAIL de todos, “Tears in Heaven”, que ele fez pro filho que morreu e muito cara usou pra pegar garotinhas.

    Como eu disse no Twitter, se o Chris Isaak ganhou US$1,00 pra cada trepada dada com essa música, ele tá rico.

    1. hahahahaha “tears in heaven” é a que meu professor de guitarra recomendou para pegar as meninas…

  4. OPA, faltou a clássica que o próprio cara do CifraClub soltou em um vídeo a frase “quanto mais rápido tocar, mais meninas vai pegar”, que é a Come As You Are do Nirvana.

  5. Wonderwall é a melhor PANTY DROPPER já inventada por um ser humano hoje em dia não mudou muito izzy a proposito você questionou sobre quais seriam as melhores PANTY DROPPER’s na atualidade eu chutaria Only exeption -- Paramore(Que eu não gosto muito mais não estamos aqui pra falar dos nossos gostos musicais e sim do das garotas)Você me faz tão bem -- Detonautas(essa até que é boazinha) e Sutilmente do skank fora isso há muitas outras.

  6. Cara eu tento usar músicas que eu gosto e sei que funcionariam tipo tem 2 que são incríveis, Moonage Daydream de David Bowie e Satellite of Love de Lou Reed.

    E a suprema pra mim é I Wanna Be Your Dog do Iggy Pop , cara ela é um curinga desse tipo de música, agora só funciona se você tiver quebrado todo o gelo , porque ela é altamente safada, se sua pretendente for meio timida e não tiver solta ela vai achar que voce é um tarado masoquista louco.

  7. Wish You Were Here, do Pink Floyd. Love of my Life do Queen. Something, All my loving e Yesterday dos Beatles. I don’t wanna miss a thing, do Aerosmith…

  8. Cara, não sei se acaba se encaixando bem em panty dropper, mas sem dúvida muita gente trepou ao som de Careless Whisper.
    Agora uma que por aqui sempre funcionava e eu não me orgulho nada disso(êee musiquinha brega, meu deus!) é a versão de “Hoje a Noite não tem Luar” que tá no acústico MTV do Legião Urbana. As gurias pareciam ter se mijado de tão molhadas que ficavam.

  9. A panty dropper que mais funcionou comigo até hoje foi patience, do guns. Se vc tocar e cantar ela bem é só correr pro abraço (literalmente) 😉

  10. Cara, se você tiver um violão e souber fazer acordes, já é meio caminho andado. Precisa nem da música ser “panty dropper”, basta ao menos parecer romântica (seja pela letra ou pela melodia) que, como você disse, a umidade relativa do ar ao seu redor subirá.

    Na minha lista:

    -- Várias do Legião Urbana (o que deve ter de menina que foi fisgada com músicas do Renato Russo nos anos 80/90 não tá escrito)
    -- Algumas do Bon Jovi (Always, Misunderstood, etc)
    -- Algumas dos Beatles (Yesterday, And I Love Her, etc)
    -- The Police -- Every Breath You Take
    -- Kiss -- Forever
    -- Richard Marx -- Right Here Waiting
    -- Guns ‘n’ Roses -- Patience
    -- Eagles -- Hotel California
    -- The Who ou Limp Bizkit -- Behind Blue Eyes
    -- U2 -- I Still Haven’t Found What I’m Looking For

  11. Se a garota for uma “rockeirinha de facebook”, é interessante ressaltar Highway to Hell, que apesar de ser facílima EM QUALQUER INSTRUMENTO, vai fazer você parecer um Jimmy Page aos olhos da garota.

  12. Citaram “Layla” aí, mas esqueceram de uma das músicas mais românticas do Eric Clapton: “Wonderful Tonight”. Molezíssima de tocar, também!

    1. Ah, e um Elvis é infalível. Convenhamos que a voz do Rei (não o brasileiro) é insuportavelmente sensual. Uma Love Me Tender, Kiss Me Quick ou até Hound Dog significa uma iminente cachoeira de lubrificante vaginal nas colegas ouvintes.

  13. Wonderwall e More Than Worlds são as maiores panty droppers mesmo. Outra famosa por isso é To Be With You, da banda Mr. Big. Fora as milhões do Legião Urbana…

  14. Wonderwall é uma Panty Dropper até hoje, fácil. Mas creio que as músicas do John Mayer têm um efeito descomunal também. Coldplay ajuda. Jack Johnson ou alguma dessas músicas moderninhas em Lá menor, Fá, Dó e Sol que falam “love” ajudam. Se a menina for mais instruída e tal, alguma da fase pop dos Beatles pode ser ‘fatal’ também… hehe

  15. Particularmente acho que qualquer coisa feita com o único objetivo de catar mulher é ridículo e até de certa forma ofensivo à elas. Talvez por isso eu não pegue ninguem, mas eu não ficaria confortável ao saber que alguma mulher me conquistou usando um método infalível para conquistar metaleiros/ computeiros / gamers.

    Logo prefiro ser encalhado a ser hipócrita.

  16. duas que não foram citadas ainda: Sozinho do Caetano Veloso, que é relativamente fácil de cantar e Ramona do Beck, para fãs (ou não) de Scott Pilgrim

  17. Garotos do Leoni me ajudou a dropar muita calcinha.
    Legião é sempre uma boa pedida tbm. Eu partilhava de uma tática diferente, descobria a música que meu alvo curtia e então aprendia a tocar secretamente e na hora eu tocava e já era, dilúvio vaginal.

  18. John Mayer, já citado mil vezes. Mas todos vocês esqueceram Sharing The Night Together, do Dr. Hook, a MAIOR panty dropper de todos os tempos.

  19. Estou aprendendo a tocar violão tem 1 ano e essas abaixo são muito drop Panties:

    Everlong -- Foo Figther
    Times Like these -- Foo Figther
    Hard luck woman -- Kiss
    Your love -- The outfield
    Wish you were here -- Pink Floyd

    Aonde quer que eu vá -- Paralamas
    Sutilmente -- Skank
    Acima do sol -- Skank
    Pra dizer adeus -- Titas
    Tempo perdido -- Legiao Urbana

  20. Incrível. Nao tava levando fé. Coloquei a segunda música pra tocar e do nada minha mulher ficou com vontade de dar, sem saber da idéia do post.

  21. Misunderstood é infalível KKKKKKKKK 1a música que aprendi no violão e 2 calcinhas foram dropadas ( Na verdade n foram, pq eu tinha só 14)

  22. Wherever you will go -- The Calling;
    Patience -- Guns and Roses;
    Crying -- Aerosmith;
    Dream on -Aerosmith (essa motivou a melhor foda da minha vida).
    Essas são as minhas panty droppers

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *