Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

5 coisas que todo mundo gosta, menos eu

Postado em 4 September 2014 Escrito por Izzy Nobre 97 Comentários

do contra

Já deixo claro no começo do texto o seguinte disclaimer: esse post vai ser chato pra caralho. Ao continuar lendo, você está se sujeitando voluntariamente a ele, e está abrindo mão do direito de se sentir putinho e revoltado.

Eu vivi a vida toda me sentindo um cara estranho, diferente, meio marginalizado. Era um nerd magricelo que gostava de videogame e quadrinhos numa época em que não tínhamos uma sitcom sem graça regendo o mundo a aceitar nerdice como algo cool, por exemplo. Isso cimentou em mim, desde criança, aquela sensação de não pertencer ao grupo.

Outra parada que contribui pra isso é que tenho hábitos alimentares estranhos que sempre fazem as pessoas levantar as sobrancelhas (“Você não come NENHUMA verdura? Que coisa mais estranha. E esse miojo com batata palha? Que porra é essa, mano? Se não é ilegal, bem que deveria ser!” é uma reação comum quando alguém fala comigo sobre comida).

Tem outros exemplos bons também mas eu tava jogando Blackthorne do SNES, que é foda pra caralho, e agora eu esqueci tudo; o ponto é que quase toda a minha vida eu me senti isolado da maioria das pessoas porque meus gostos nunca batem com os das pessoas ao meu redor.

E se sentimento é exacerbado quando vejo pessoas próximas de mim falando animadamente sobre isso ou aquilo que aparentemente é muito importante pra eles, e eu não consigo me interessar nem fazendo força; nem fingindo falsa admiração só pra ser cortês. Por exemplo…

The Big Bang Theory

tbbt

Vou ser sincero: na primeira vez que vi a série, achei o maior barato. Um seriado de dois nerds baixinhos e franzinos, definitivamente fora do padrão convencional de beleza, falando detalhadamente sobre filmes baseados em quadrinhos e emuladores?! Incrível. Jamais esperava que algo daquele naipe caísse no gosto popular. Que época excelente pra ser um nerd!

…só que aí eu comecei a prestar mais atenção no seriado. Na realidade, The Big Bang Theory não é de fato um seriado nerd, ou sequer inteligente. O seriado capitaliza exclusivamente no fato de que cultura nerd está em alta, e como os nerds salivam pavlovianamente e batem palmas feito focas retardadas quando ouvem qualquer termo geek que eles reconhecem (NINTENDO 64, EU SEI O QUE É ISSO!!!1111), as piadas são completamente dispensáveis no seriado.

Basta mencionar algo que eles conhecem e pronto — “MELHOR SERIADO DO MUNDO MEU DEEEEUUUSSSS”.

Veja esta cena, como melhor exemplo dos clichês “humorísticos” da série:

Auto-explicativo. Sheldon, o típico personagem semi-autista misantropo que a internet adora endeusar por motivos que apenas revelam nossa própria mongolice coletiva, fala pra Penny que está “jogando Mario 64 num emulador mal programado de Nintendo 64”. Entram as risadas enlatadas e a automática aceitação do seriado pelo demográfico (que se auto-entitula) nerd.

Aí que tá. Por que cargas dágua dizer que está jogando emulador deveria provocar risadas, exatamente…? Qual a piada ali…? Não houve piada alguma. Imagina você chegar no seu amigo, perguntar “o que tu tá fazendo, Raimundo?”, “rodando Megaman X no meu PSP”, e em seguida alguém que esteja presenciando esse diálogo cair nas gargalhadas.

Talvez seja por isso que The Big Bang Theory, assistido sem as risadas de fundo, é 0% engraçado e 100% constrangedor.

Futebol

xfoto_futebol_ronald_gol_na_sele_o

Com uma única exceção — aquele intervalo de 4 em 4 anos quando nossa nação é reconhecida como melhor no mundo em alguma coisa, ainda que essa “alguma coisa” seja simplesmente louros passados porque faz umas 3 Copas que nossa Seleção tá uma bosta –, eu cago e ando pra futebol. E olha que nem na Copa eu me interesso tanto assim.

Não consigo me importar. Sempre atribuí esta indiferença pelo fato de que meu pai é igualmente alheio a futebol, e por isso não tive nenhuma influência familiar me inspirando a torcer pra este ou aquele clube.

Eu simplesmente não consigo me importar. Não consigo ver qualquer importância nas competições furiosas entre torcedores de times tradicionalmente adversários, por exemplo. É possivelmente o tipo de fé cega mais sem propósito que existe no planeta.

Religião, ao menos, se trata (teoricamente) de algo que definirá o seu além-vida; faz algum sentido levar a ferro e fogo, afinal, ir pro inferno é coisa séria. Política também, já que isso rege a direção de um país inteiro.

Mas e futebol, mano? Escolher este ou aquele time é algo totalmente arbitrário, o que torna a rivalidade entre torcedores completamente mongolóide. Você defende o partido X porque acredita na plataforma e na ideologia, e defende o deus Y porque está plenamente convencido de que a mensagem dele à humanidade é a Verdade. Mas time de futebol, que você escolhe porque… era o mesmo do seu pai? O uniforme é bonito? Tem mais vitórias no momento?

Os fãs de futebol que me perdoem, mas eu acho o seu hobby muito sem graça, e a animosidade que ele gera nas torcidas literalmente mongolóide.

E já que falamos de política…

Política

dilma

Tenho algumas teorias.

A primeira é que eu sou, com plena franqueza, muito burro pra acompanhar ou compreender política brasileira. Não é hipérbole ou falsa modéstia não, eu tenho até medo de fazer teste de QI e descobrir que sou tipo o Forrest Gump, tamanha é a minha consciência da própria burrice. Então, vejo isso como um possível motivo pra minha indiferença política.

A outra é igualmente plausível. Morando fora do Brasil há 11 anos (oficialmente um cidadão canadense desde 2012), eu abro uma legítima gargalhada quando alguém me pergunta na total seriedade se penso em algum dia voltar a morar no Brasil. Só de imaginar a cara totalmente honesta do sujeito perguntando isso eu tenho vontade de rir de novo.

Pra que DIABOS alguém na minha situação se importaria com a política brasileira?

E tem outra coisa. A máquina política brasileira já é tão eternamente tóxica, tão perenemente sebosa, tão irreversivelmente cagada por oligarquias criminosas e alianças imorais, que só mesmo o maior dos idealistas pensa que o Brasil mudará diametralmente caso este ou aquele partido ganhe. Na real, não importa quem ganhe, a estrutura de poder é homogeneamente escrota, e pessoas do lado oposto dos espectros políticos estão cagando pra você e pro status quo do povo brasileiro em geral.

farinha

Vou te contar uma parada: Não vai fazer diferença quem ganhe essa eleição. Ou qualquer outra. Assim como pouco fez diferença, na real, quem ganhou as 5 ou 6 eleições passadas.

Os impostos e juros continuarão altos, a violência vai continuar uma bosta, você mesmo vai continuar reclamando de tudo e sonhando com um dia imigrar pros EUA ou Austrália ou Canadá, e sempre que retornar ao Brasil de uma viagem ao exterior continuará passando pelas tradicionais duas semanas de total insatisfação com o país.

Continuaremos sendo a Xa. maior economia do mundo, uma estatítica que os nacionalistas papaguearão com orgulho, enquanto uma miríade de pessoas continuará vivendo assim:

ceará

O Brasil vai continuar a mesma merda de sempre; quem vota no PT vai continuar vilificando quem vota no PSDB, e vice versa, mesmo que a Dilma ou o Aécio Neves curassem o câncer, a AIDS, e inventassem carros voadores durante seu mandato.

Aliás esse espírito de “ahhh mas o partido tal estivesse no poder, finalmente o país mudará/minha vida melhorará!” serve apenas pra provar que estamos completamente entregues ao paternalismo governamental. É a versão adulta do “papai, terminei, vem me limpar!”

Entende porque eu vejo as intermináveis pelejas políticas no Twitter com o mesmo interesse de alguém que observa tinta secando num muro recém-pintado?

Game of Thrones

game-of-thrones-title

Eu AVISEI que você ia ficar puto com esse post, agora aguenta porra

De forma concisa, é o seguinte: eu morrerei sem jamais assistir nenhum episódio dessa série, sem nunca ler uma página, sem sequer me importar o bastante pra decorar o nome de um personagem, nem mesmo que por pura osmose/bruteforce de tanto ver vocês falando dessa parada no Twitter.

Não é despeito nem nada, por mais que pareça. Juro. É que simplesmente não consigo me importar. Eu não me interesso em fantasia medieval em geral, e não me interesso neste programa em particular.

Vejo vocês falando animadamente da série, dos eventos dela, de quem o autor matou dessa vez, e não consigo nem sentir indiferença. É algo menor que isso. É tipo, meio que passa batido pelos meus olhos. Tenho tipo um filtro mental, ultimamente eu nem leio mais quando vocês falam sobre a série.

Qualquer evento de premiação

oscar

Emmy’s, Oscar, MTV Awards, Troféu Imprensa… se envolve alguém recebendo um troféu e fazendo discurso choroso e/ou aproveitando o palanque pra dar liçãozinha de moral sobre a causa dujour, eu cago e ando. Você jamais me verá acompanhando essas porras ou tecendo comentários a respeito no Twitter.

Talvez seja a natureza totalmente subjetiva dessas premiações (você seria capaz de quantificar quão melhor, exatamente, The King’s Speech é do que The Social Network? Claro que não). Talvez seja o fato de que eu acho meio whatever uma indústria se auto-congratulando — é meio que como eu dar ao HBD o prêmio de Melhor Blog Brasileiro de 2014.

Possivelmente é porque eu sou totalmente indiferente ao mundo do culto ao tapete vermelho, da bajulação/fofoca sobre celebridades, do tradicional “quem estava melhor vestido?” e todas outras essas babaquices que são de longe o MENOS interessante no mundo do cinema/música/TV.

Eu admito que tenho mil interesses que muitas pessoas consideram idiotas, se isso te faz sentir melhor (gastei centenas de dólares montando uma coleção de Game Boys, por exemplo). Além do fato de que eu admiti abertamente lá em cima que sou burro pra caralho, o que por um lado, talvez signifique que estes items citados aqui são na real legais pra caramba e eu apenas não tenho a autonomia intelectual pra curti-los.

Então nem fique puto não! Em vez disso, se abra pra mim sobre sua própria estranheza e me conte que coisas todo mundo curte e você odeia.

(Que fique claro: eu definitivamente não me acho superior que alguém por não gostar dessas coisas)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Top X

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 32 anos, também sou conhecido como "Kid", e moro no Canadá há 13 anos. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas, e sobre notícias bizarras n'O MELHOR PODCAST DO BRASIL. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

97 Comentários \o/

  1. Duarte says:

    Concordo com TBBT. Assisti a série fervorosamente até a 4a temporada até perceber o real sentido daquilo. O show apenas ridiculariza a cultura nerd.

    Izzy, sugiro fortemente que você assista Community. Isso sim é uma série nerd de verdade. Ao contrário de TBBT, Community celebra a cultura pop com todo vigor, através de paródias, homenagens, menções inteligentes e um personagem com Asperger diferente do Sheldon, com carisma de verdade. Além, claro, de uma ótima cinematografia e produção em geral.

    Aposto que você já conhece a série (talvez até odeie haha), mas deixo a sugestão aqui para quem se interessar (comecei a assistir no começo do ano e já terminei; a serie foi cancelada e só volta ano que vem no yahoo video).

    • Izzy Nobre says:

      Sou fãzaço de Community e Arrested Development. Aliás, após assistir essas séries, se torna meio difícil engolir sitcom típica com risada enlatada… ESSAS SIM eu acho realmente inteligentes.

      E que consideram o espectador inteligente, também — afinal, não tem o alerta “OPA UMA PIADA FOI FEITA AQUI RIAM AGORA RIA BASTANTE VEJA SÓ OUTRAS PESSOAS ESTÃO RINDO VOCÊ DEVERIA RIR TAMBÉM”

      Excelente contraste entre o Sheldon e o Abed, aliás. Não entendo como um personagem tão insuportável se tornou queridinho da internet.

      • gustavo says:

        Eu tenho uma teoria que na verdade o Sheldon é um autista que se acha inteligente mas é só um cara estranho. Todo mundo entra na dele por dó e pra não ter que aturar surto. Pelo tempo que eu assisti esse seriado, eu só vi ele sendo estranho ou cuzão, nunca fazendo nada de inteligente.

      • Arthur says:

        Veja Silicon Valley. É uma boa série “nerd”, além de lembrar filmes na pegada de A Rede Social. A primeira temporada já acabou e tem poucos episódios! Vale a pena.

      • Eric Mackrodt says:

        Como eu disse em outro comentário, dos personagens esquisitos e fora da realidade, o Abed é muito mais engraçado que o Sheldon.
        O Danny Pudi é 1000 vezes mais ator que o Jim Parsons.
        Outras séries sem claque que são sensacionais são Scrubs, Modern Family e The Office(US) (a partir da segunda temporada).

        Uma outra série com assunto nerd que é maneira é The IT Crowd.

    • ELIEZIO says:

      Sobre Futebol ele tinha razão, e olha que que nem li. Parei de ler quando ele falou essa besteira: “Na realidade, The Big Bang Theory não é de fato um seriado nerd, ou sequer inteligente.” as piadas de TBBT só podem ser intendidas por pessoas que sabem o que é matemática, física e ciências em geral, e tudo que eles dizem são verdade pois, dois PHD em físicas são responsáveis para que exista consistência nos argumentos. Ou ele é burro o suficiente para não entender ou e insolente o suficiente para se passar de doido!
      Alguém tem que dizer pra ele que Mayim Bialik(Amy Farah Fowler) é Ph.D. em neurociência na vida real. Eles são Nerds em um seriado Nerd! Então fiz como um compilador, encontrei um erro no texto dele e nem li o resto, só sei que o que ele tiver falado de mal sobre futebol eu concordo!
      O show apenas ridiculariza a cultura nerd. Não sei o que você quis dizer com isso! mas existem vários tipos de nerds, quem é nerde não gosta de ser intitulado como tal e se vc se sente ridicularizado com o que eles fazem é pq vc se identificou com a série mais do que parece…

      • Izzy Nobre says:

        As “piadas” de The Big Bang Theory são referências soltas a nerdice (nerdice essa, aliás, que está mais mainstream que nunca. Foi-se o tempo que manjar referências de quadrinhos e videogame era algo realmente de nicho).

  2. Eli says:

    Sou também uma criatura complexa. Não gosto de chocolate por exemplo, até como algumas vezes mas não faço a menor questão. Outra coisa que não me encuca é se alguém que eu conheço passa por mim e não fala, imagino que a pessoa está distraída ou ensimesmada e quando me cobram por que não disse oi quando encontrei alguém por aí acho estranho a cobrança. Também não tenho um ataque quando alguém está sangrando, geralmente estou calma em situações limite, tenho sangue frio. Não perco a calma em engarrafamentos acho normal, odeio quando as pessoas perdem a calma no trânsito ou buzinam achando que o carro da frente vai sair voando. Poucas coisas me tiram do sério, uma delas é não retornar mensagens ou ligações ou quando alguém falta com a palavra ou não comparece a compromissos. E só discuto algo se acho que ainda tem jeito, senão largo de mão e silencio.

  3. Carlin says:

    Eu acho que seu ódio não é por “The Big Bang Theory” e sim por seriados que tem risadas de fundo, realmente parece muito constrangedor sem as risadas hahaha Eu te entendo, mesmo gostando, te entendo pq nas primeiras temporadas é bem mais voltado ao público nerd, mas com o tempo foram adicionando mais e mais personagens q deixam a história mais popular do q nerd, eu continuo assistindo mas concordo q nao é o melhor seriado do mundo, mas tem gente q gosta de Sex and the City então acho q estou perdoado, né?!

    Sobre Game of Thrones (mega fã aqui heuahaehae) é facil de entender, vc nao gosta de fantasia medieval. Eu nao gosto nem um pouco do Monteiro Lobato e vc ama haha acho q vc nao é diferente de ninguém, vc só tem um gosto duvidável =)
    E ah tbm não como verduras ehauhaehea(como alguem come aquilo? Só vou comer algum dia quando realmente meu corpo clamar por suas vitaminas).

  4. Pedro Mota says:

    Só não te condeno por não gostar de Game of Thrones porque eu não gosto de Friends e vem 1000 falar que eu sou um vacilão. O mesmo pra jogos de moba( League of Legends e Dota), sempre tem alguém tentando me dar o wololo e me converter pra algum moba mas eu sempre dou um despiste.

    • Izzy Nobre says:

      Odeio Friends. Na moral eu odeio quase todas as sitcoms de risadinha enlatadas, o “humor” delas é MUITO formulaico. Tu vê a piada chegando láááá da esquina, e humor deveria ser justamente SURPESA. A base de toda piada é a surpresa, a reviravolta. Esses seriados não tem isso. São previsíveis de doer!

      Os que escapam mais são How I Met Your Mother (tem umas metalinguísticas interessantes que nunca vi em série desse tipo antes) e Seinfeld.

      • PhOeNiX_H says:

        Você odeia Chaves, Izzy?

        Eu até que não vejo problema com as risadas de fundo, mas… é dispensável. Não precisa delas. Em Chaves elas até tornam a situação engraçada, mas nunca vi funcionar direito em outros seriados.

        • Kika says:

          Tá vendo Chaves na lista? Não tá né? Pense um pouco.

          Não vejo “der o cu” na lista também, devemos assumir que não foi omitido intencionalmente.

          • PhOeNiX_H says:

            Friends não tá na lista e ele comentou aqui depois, logo não significa que sejam as únicas 5 coisas que ele não gosta que todos gostam. Pense um pouco 🙂

        • Gabriel O. Nunes says:

          Eu Odeio chaves, sempre vem com esse tipo de humor sem graça, sempre para tentar fazer aquelas frases de bordão para todos ficarem repetindo quando você tenta argumentar com ela, quantas vezes eu já ouvi alguém gritando na perua aquela famosa frase:
          “cali-se Cali-se você me deixa looouuco!”
          Alem de que todos os episódios são os mesmos, ao ponto X o seu madruga vai apanhar, ao ponto Y o chaves vai apanhar do seu madruga, ao ponto Z a dona florinda vai convidar o professor girafales… E por ai vai.
          OBS: Eu só assisti 5 episódios de chaves e já sei tudo que vai acontecer por ser muito previsível

      • Leo Borges says:

        Temos gosto parecido! Não curto as coisas citadas e minhas séries favoritas são as que voce citou: How I Met, Seinfeld e… wainting for… The Office (americano)! Melhor serie comica de todos os tempos…

      • Thiago Cabral says:

        Eae Izzy,
        no começo eu também era indiferente com Game of Thrones pois também não me interesso por fantasia medieval, entretanto um dia por tédio, resolvi dar uma chance a série e ela me surpreendeu com a trama bem amarrada e as reviravoltas.

        Não estou dizendo que você deve assistir, apenas contando um pouco da minha experiência.

  5. Yago says:

    Acadêmia.Sinto vontade de chorar só de me imaginar passando meia hora em uma acadêmia levantando e empurrando peso.

  6. Bruno says:

    Dessa lista eu não ligo pra Futebol (mas eu acompanho basquete fielmente durante o ano inteiro, então não faz tanta diferença, só troquei o esporte), eventos de premiação (eu acredito que nunca assisti um evento de premiação ao vivo e/ou por inteiro, talvez algum show em particular após a exibição durante uma reprise, mas é só) e política, mas por motivos muito diferentes do que você postou, mas basicamente eu não gosto de me estressar com política. Game of Thrones eu sou fã, até pq o genêro literário fantástico é o meu favorito e eu gostei da adaptação; já TBBT é uma série que eu peguei pra assistir numa época de completo ócio e até que gostei de início, mas não consigo mais ter paciência pra assistir.
    Das 5 coisas que você falou, concordei com 3 delas, então vou completar 5 com 2 coisas diferentes, são as seguintes:
    HQs (mais especificamente DC e Marvel): não consigo me identificar e/ou me interessar por super-heróis ou histórias em quadrinhos no geral, leio pouquíssimas hqs, evito comics e prefiro uma graphic novel.
    Cinema: não gosto de filmes, já tentei me acostumar e assistir filmes com mais frequência, nem que fosse um por semana, mas não consigo. Para que eu pare e assista um filme eu preciso estar bastante empolgado em relação ao mesmo, ou então adaptações de livros, mas ainda assim fico adiando até o último instante possível para assistir. Quando é crossover de adaptação fílmica de algum super-herói então, é um combo, tortura em dobro. Engraçado que eu não tenho este problema com séries, acompanho fielmente qualquer série que me chame a atenção, nem que seja apenas minimamente interessante.

  7. Vinícius Melo says:

    Não suporto metal gear nem final fantasy, ja fui bulinado por isso…

  8. Vinicius Pereira says:

    Então se lhe dessem um premio de melhor blog/canal do YouTube na categoria X,você iria ou não?

  9. Daniel says:

    Só queria dizer que você sou eu Kid. Achei realmente que ia ficar puto lendo o texto mas na verdade me identifiquei com todos os tópicos, hahahah.

  10. Nathalie Alves says:

    Não gosto de feijão;
    Não gosto de Procurando Nemo;
    Não gosto de dormir;
    Não gosto de Novela brasileira;
    Não gostei do livro A Cabana.

  11. Paulo says:

    Concordo com quase tudo, com exceção de Game of Thrones, pois sou fã de temas medievais/fantasia.

    Um seriado que eu defeco de rir é The IT Crowd, onde já cheguei ao ponto de ter que pausar o episódio para poder rir sem perder a cena seguinte.
    Outro bacana é Orange is the new black.

    Agora, dos seriados sérios, tem House of Cards, True Detective, Hannibal e Boardwalk Empire (dos que me lembro agora).

    No mais, bom ver que o HBDia anda sendo mais atualizado. Sempre me alegra quando vejo no feed o/

  12. Lucky says:

    Mano, toda vez que discuto TBBT com algum amigo que curte, o argumento sempre vira “mas você é nerd, não curte as referências que eles fazem?”. Não, cacete, não tem nada de engraçado em simplesmente citar referências de cultura pop. Aí vem o “mas todas as referências que eles fazem são reais e…” FODAAAAAA-SE, o grupo não é real, não existem grupos de amigos daquele jeito, não existem pessoas normais que tem diálogos naqueles moldes mal escritos, aggghhhhhh.

    Aí eu recomendo The Office ou Arrested Development e neguim acha chato.

  13. @gortheus says:

    Eu gosto de política. Não do fla flu PSDB vs PT ou Democratas vs Republicanos, mas de ler sobre formas de governo, políticas econômicas e toda a ciência e filosofia da política.

    Fora isso, acho que concordo com todas. Tipo assim, o Oscar, normalmente premia filmes que não me interessa, filmes de gente culta (e sou burro demais para gostar de um filme só porque ele tem um diretor francês ou é um filme sobre escravidão). Aliás, vou mais longe: NÃO GOSTO DE CINEMA! Ponto. Raramente vou ao cinema e sempre que vou escolho aqueles filmes que tem nota negativa no Rapaduracast, onde o Thiago Siqueira e o Fabio Barreto tem ânsia de vômito de tão merda que são os roteiros.

    Sabe esses grandes filmes que vocês ficam vangloriando pela internet? Pulp Fiction, 2001, Donnie Darko, 12 anos de escravidão, todos esses filmes para gente inteligente e culta, que entende o que um bebê gigante significa (unica cena de 2001 que vi) me causa tanto ânimo quanto uma participação especial da Dilma vestida de Daenerys em The Big Bang Theory causaria em você.

    • Izzy Nobre says:

      >Eu gosto de política. Não do fla flu PSDB vs PT ou Democratas vs Republicanos, mas de ler sobre formas de governo, políticas econômicas e toda a ciência e filosofia da política.

      ISSO sim eu também acho interessante.

      • Ismael Junior says:

        Nota de rodapé: política é diferente de partidarismo; todos somos políticos em qualquer relação com outra pessoa ou grupo de pessoas (com alguma exceção em caso de doenças como autismo… Sheldon?).

  14. Gustavo Bissoli says:

    Eu entendo sua opinião sobre Game Of Thrones. Eu também pensava a mesma coisa, mas aí vi a série e minha opinião mudou.
    Na verdade não se trata de ser medieval ou não, o legal da série são todas as intrigas, fofocas, planos e assassinatos que as pessoas fazem, tudo pelo poder. Por mais que seja fantasiosa, esta é talvez a ficção que melhor represente o mundo real. Não existe a turma do bem e turma do mal, todos são fdp e farão qualquer coisa pra ferrar o outro. Não existe o mocinho pra você seguir, existem apenas os personagens que você mais se identifica, e mesmo esses tem algumas atitudes escrotas.

    Essa série é inovadora, nunca houve nada igual na televisão, por isso acho que vale a pena dar uma conferida.

    • Samira says:

      Concordo totalmente! Eu comecei a assistir quando já havia acabado a quarta temporada na tv, depois de ouvir diversas recomendações e resolver dar uma chance.
      Também não vejo tanta graça em fantasia medieval como já vi antes, mas o legal da série são as pessoas e as intrigas mesmo. Adoro histórias assim. E acho que vale a pena dar uma chance justamente por isso.
      E comecei a ler os livros achando que ia gostar também, mas demorei uns dois meses só no primeiro e desanimei com a leitura 🙁

  15. Andre Rodrigues says:

    Sessão descarrego do Izzy.
    Eu respeito a opinião de todos e gosto de varias coisas que o Izzy não gosta.
    Ele é o melhor

  16. Daniel Plácido says:

    Achei até q vc estava falando de mim, com exceção que eu quero que o futebol e tudo que o envolve se foda PRINCIPALMENTE na copa, a alegria dos outros nesse período me irrita

    E também to cagando pra videogames, do resto penso igual, eu sim sou estranho…

  17. Herick Z says:

    Manolo, odeio frutos do mar em geral, e a enxecao de saco de nego me forcando a comer é tao foda que agora eu falo que sou alergico a qualquer alimento proveniente do mar, ai pelo menos simpatizam e param de perguntar. Tambem vivo fora do Brasil(Chile) e é dificil a galera aqui aceitar que eu nao gosto/nao sei jogar/ futebol e nao sei dancar samba, é tipo ah entao vc nao é brasileiro..

  18. Hawk says:

    Izzy, qual sua opinião sobre “The Newsroom”?

  19. Stephany says:

    Não tem coisas q eu odeie assim com tanto fervor na vdd eu não me importo mesmo…sou indiferente a essas coisas tipo: Futebol, politica, himym, boy bands(q na epoca q era febre eu era mto criticada pelas minhas amigas pois eu n tava nem aí e beatles(este último eu recebo olhares fulminantes por não me interessar pela banda….evito até de falar…sério.)
    Mas eu adoro tbbt e game of thrones acho séries mtooo legais. Mas ñ me senti pessoalmente ofendida por vc n gostar pois ninguém é obrigado a gostar de tudo só pq é popular, né?! rs

  20. Arthur says:

    Entendo essa sensação…
    Filmes com o Stalone, Chuck Norris, Mercenários, Rambo, etc, etc, etc. Muita gente gosta! Eu acho totalmente whatever.
    Só consigo enxergar ausência de cérebro misturada a explosões, tiros e músculos. Tem gente que idolatra! Eu não tenho a mínima vontade de vê-los no cinema ou em casa.
    Confesso que posso estar errado, muitos desses filmes tão naquela lista de “Não vi e não gostei”. Admito que tenho preconceito!
    E coloco na mesma lista filmes de franquias como Velozes e Furiosos. 😀

  21. Lucas says:

    E o Buzzfeed?

  22. Adler says:

    IZZÃO, TU NÃO COME VERDURA TAMBÉM?!?!? *O*

    Long live the fast food

  23. Vinicius Pereira says:

    Eu não gosto de Meu malvado favorito

  24. Diego Matias says:

    Game of Thrones, big bang… São só programas de TV.
    Divertidos mas só.
    Os livros da série do George Martin sim, são excelentes por manter uma história fora do clichê.
    Eu que sou mais fã de GoT do que BBT, já vi todos os bbt e não vi todos os got.
    Não tem polícia do seriado.

    Mas recomendo sim a série de livros do Martin, Izzy. Ela é vida justamente por não ser o que a gente espera.

  25. Guilherme says:

    Kid,tu ouve o podcast do Joe Rogan? No de ontem eles discutiram bastantante sobre a chatisse que é esse TBBT, inclusive passaram esse video sem risadas.

  26. Carlos says:

    Quando você fala de Game of Thrones, você falou muito mais da série, do que dos livros, talvez, você não conheça o mínimo sobre eles para gostar ou não…

  27. Artur says:

    No caso do futebol, a fúria com a qual as torcidas defendem seus times é comum em qualquer hobby. Internet tá infestada de gente defendendo furiosamente sua empresa de games favorita por exemplo. E no fim, são mais uma minoria vocal -- o mesmo ocorre com futebol. Então não concordo com isso de “mongoloide” e tal.

    De resto, nem foi tããão chato assim. Achei que tu soltaria uma crítica aleatória sobre Game of Thrones ali (sem nem ter visto), mas apenas disse que não se interessa e boa.

    E sobre sitcoms, uma que recomendo é Modern Family, não sei se já assistiu (ou já odeia). Não tem risada de fundo, é um mockumentary no mesmo estilo de The Office.

  28. Valle says:

    Acho engraçado que o último post foi explicando porque Star Wars não é ficção científica, apesar de se passar no “espaço sideral”, e nesse post o Izzy diz que Game of Thrones é fantasia só por se passar na idade média.

    • Izzy Nobre says:

      >e nesse post o Izzy diz que Game of Thrones é fantasia só por se passar na idade média.

      Quando que eu falei isso?

      • Valle says:

        “Eu não me interesso em fantasia medieval em geral, e não me interesso neste programa em particular”
        Como antes você postou que “eu morrerei sem jamais assistir nenhum episódio dessa série”, é só o que eu posso concluir.
        Apesar de possuir elementos fantásticos, a premissa de Game of Thrones não gira em torno deles, mas sim da disputa política entre as casas do continente. O dinheiro, a influência e as maquinações possuem um papel bem mais importante que a magia

        • Thiago Cabral says:

          Valle,

          Você claramente não se deu ao trabalho de ler e interpretar corretamente a frase.

          E a respeito do Game of Thrones, nas primeiras temporadas, nem podia se dizer fantasia direito, era BEM politica -- que por sinal me fez gostar muito -- mas agora esta desandando para fantasia quase totalmente e deixando a politica como plano de fundo.

  29. Ilmar M. Barcellos says:

    Bem, quanto a TBBT eu acho realmente muito chata, eu olhava até ano passado modern family, achava legal e tal, mas parei de olhar. Me concentrei em True Detective, aliás acho que virou minha série favorita em 2 episódios. kkkkkk
    Futebol, bom sou do sul,gremista(não me ofendam por causa da imbecil aquela…), desde de pequeno cresci vendo o ronaldinho gaúcho humilhando o dunga( bom esse é o motivo de eu ser gremista) e o gremio ganhando todos os títulos possíveis. Desde de pequeno gosto de jogar, até hoje mantenho o hábito de toda a semana pelo menos uma vez, jogar um futsal com a galera. Essa galera por sinal da minha faculdade(faço Sistemas de Informação). Talvez seu desinteresse por futebol, não sei, seje uma falta de interesse pelo esporte futebol quando pequeno. Bom aqui no sul dificilmente alguém torce pela seleção gratuitamente.
    Quanto a política….. um povo que elege o tiririca e o collor novamente, deixando o sarney fazer o que quer …. A solução é investir em educação, mas é um investimento que vai levar pelo menos uns 20 anos para aparecer o resultado, aí o quão é viável é para um políto que exerce seu mandato pensando em reeleição… O brasil talvez venha a ser um país bom de se viver daqui a um longo de 25/30 anos.

  30. Dan Medeiros says:

    Muito bom o post!
    Tô com você em quase tudo supracitado. Já curti TBBT, mas realmente é muita forçação, é possível que essa série agrade mais o público não-nerd do que o público nerd.
    Futebol e política também não tenho saco pra isso.
    Agora GoT, eu também nunca vi e nem li, mas ainda farei os 2 rs.
    E sobre os prêmios, também acho completamente babaca, e aida acho graça do povo ensandecido no twitter…rs

    Grande abraço a todos!

  31. lolerson says:

    Eu gosto de The Big Bang Theory e de política. Mas em compensação, acho Pokémon um jogo extremamente chato e overrated, quadrinhos também são um porre.

  32. Eduardo says:

    Nunca gostei de CS (aliás poucos fps me conquistaram), final fantasy tbm é uma franquia q n me atraí. Nas séries n gosto de supernatural e assim como vc tbm não assisto/leio GoT.
    Ps: acho Seinfeld uma série boa, e não aquela maravilha toda como a maioria.

  33. Joao says:

    Não é só voce:
    Acho The Big Bang Theory ridiculo e para estragar de vez ainda colocam o defeito especial de Chiado(risadas) que eu não suporto, series de comedia que curti: Psych, Arrested Development, Monk;

    Detesto futebol e acho esse fanatismo da maioria dos brasileiros uma alienação criada pela midia e o governo para empurrar toda a robalheira que rola no pais, acompanho esportes de macho de verdade onde se precisa de 2 bolas e não só uma como automobilismo;

    Não conheço ninguem que goste de Politica;

    Sobre Game of Thrones não consegui passar do primeiro episodio, detesto a maioria das “series”(que estão mais para novelas da globo) do HBO e a apelação de colocar cenas “picantes”(pinto murcho) nelas, e não gosto de livros nesse estilo como Senhor dos Aneis, mas gostei dos livros de Narnia e da Bussula de Ouro.

    Nunca tive saco para Assistir essas premiações, acho uma grande chatice e nem me importo quando anunciam um filme ou qualquer outra coisa que ganhou alguma premiação, o gosto dos “Jurados” é sempre meio duvidoso, isso nunca foi fator e minha escolha de uma banda/filme/etc.

  34. Handra says:

    Hey, don’t worry I don’t like these things too!!! Então, este é o meu primeiro comentário por aqui, descobri vc e todos os seus canais com as suas antigas dicas de inglês no youtube e desde então gosto de ler seus textos… Gosto da sua postura honesta, sarcástica e engraçada. Eu também sou um ser estranho, gosto de música classica, Djavan e discutir dilemas existenciais, quase não como chocolate, não gosto de Harry Potter e Senhor dos Aneis (como vc diz: caguei para os livros e as séries). Todos temos nossas estranhezas. É legal compartilha-lás. Abraços! Parabéns pela iniciatiava de repassar seus pensamentos ao papel!

  35. Vinicius says:

    The big bang theory até que eu assisto mas Futebol, Politica e eventos de premiação com exceção do VMA não, Game of Thrones eu nunca assisti mas creio que eu não teria paciência para ver o mesmo

  36. Gabriel D. says:

    Compartilho do mesmo sentimento quanto a TBBT e premiações.
    Discordo frontalmente (obviamente em alguns aspectos) quanto a futebol. A escolha do time muitas vezes é embasada em diversas nuances. Muita gente torce para o Vasco e orgulha-se disso por ser um dos primeiros clubes a aceitarem negros no seu plantel. Outros por serem de uma determinada colônia (Palmeiras e times que ainda manetem uma ligação com as suas origens). Na Europa isso é muito mais evidente, existem times quase que exclusivamente de judeus, da classe operária, de cristãos, protestantes e etc.
    Mas não o culpo e muito menos te julgo por pensar diferente 😀

  37. matheus says:

    A rivalidade no futebol nao e mongoloide, é divertido. É legal zoar o time dos outros 🙂

  38. Jaime says:

    Fui ler achando que ia encontrar umas coisa diferente , compartilho de quase tudo ai .

  39. Vinicius says:

    Game of thrones! como assim?? Kkkkk

  40. Fábio F. says:

    Sempre achei estranho pessoas que se ofendem, simplesmente por você ter uma opinião diferente da delas, ou apenas por não gostar da “fabulosa” série que elas acompanham fielmente. É muito louco cara, conheço pessoas que acham que assistir TBBT as define como verdadeiros nerds. Se você gosta, tranquilo. Mas achar que o simples fato de você assistir algum seriado vai te definir como qualquer coisa é uma puta alienação. Fugi um pouco do assunto principal mas isso também é algo que muito irrita.

  41. Eric Mackrodt says:

    Por isso que eu acho seriados como Scrubs, Community, Modern Family etc demais. Eles não dependem de Claque pra funcionar e são engraçados.
    Apesar de existirem vários seriados que usam de claque que eu adoro (Friends, HIMYM dentre outros), eu valorizo muito os que não usam.

    TBBT pra mim é aquele tipo de seriado que você assiste na tv quando não tem nada mais passando, e o Sheldon é de longe o personagem menos engraçado.
    Eu lembro o piloto, que ele ainda falava algo sobre querer impressionar garotas e tal, ele virou um alien esquisito.

    Aliás, eu nunca entendi muito bem essa cultura nerd que começou a aflorar depois do que TBBT. Criou-se esse orgulho nerd (como se fosse uma raça, sei lá), muita gente que não era passou a dizer que era e o pessoal começou a achar isso muito legal, começou a fingir que entende de física e começou a tentar parecer inteligente.
    Ser nerd não é legal, ser nerd é ser socialmente inapto, é ter alguma(s) obcessão(ões) e não conseguir lidar com outras pessoas direito.

    Voltando para TBBT, de personagens estranhos, meio fora da realidade, o Abed do Community é muito mais engraçado que o Sheldon.
    Fora que o Danny Pudi é MUITO mais ator que o Jim Parsons.

    Agora, se for mesmo comparar séries com assunto nerd, acho que a melhor é The IT Crowd, essa série é demais.

    Quanto aos outros itens:

    Eu cago pra Game of Thrones também, eu não tenho paciência para coisas com estilo medieval. (Inclusive Senhor dos Aneis).

    Eu sigo política, falo sobre o assunto, mas não voto mais pois eu não acredito em mais nada.

    Eu cago pra futebol também, só sou botafoguense por causa dos familia, mas não sei nada do que está acontecendo no mundo do futebol.

    • Saban says:

      “TBBT pra mim é aquele tipo de seriado que você assiste na tv quando não tem nada mais passando, e o Sheldon é de longe o personagem menos engraçado”. Eu assisti um episódio apenas e não assisti mais exatamente por isso: Esse Sheldon é muito chato.

  42. Gustavo C. says:

    Me identifiquei muito com o relato de não pertencer ao grupo.
    Tenho a mesma opinião sobre futebol. Sou 100% indiferente até com o Brasil numa final de copa.
    Até hoje não sei bem do que se trata Game of Thrones, nem li com muita atenção essa parte do post.
    Também não ligo pra eventos de premiação.

    Isso me lembra uma situação meio complicadinha: onde trabalho tem um estagiário que vive comentando comigo sobre as séries e filmes que ele gosta, Game of Thrones é uma delas, e outras de heróis, Transformers, essas paradas aê.. e eu nunca consigo corresponder ao diálogo pq sou totalmente por fora do assunto. Eu até humildemente já falei isso pra ele mas ele insiste, se torna até engraçado.

    Outras coisas que todos gostam e eu não gosto ou sou indiferente: bebidas alcoólicas; datas comemorativas (aniversário, natal, ano novo, etc); baladas; guardar fotografias.

    Izzy Nobre, você sabia que no enterro do Eduardo Campos (que era candidato à presidente nesta eleição) soltaram fogos de artifício? Soltar rojão em enterro. Eu não sei o que falar. Eu odeio rojões com todo o meu ser e aqui o povo solta rojão pra tudo.

  43. Vinícius says:

    Cara, também não gosto de The Big Bang Theory, acho muito forçado e aquelas laugh tracks deixam a série pior ainda. Também cago e ando pra futebol e não acompanho Game of Thrones (apesar de ver uma cena ou outra quando meus pais estão vendo). Bom saber que não sou o único por aqui…

  44. Leandro says:

    Vc é muito chato, cara… É só isso, nada demais. Mas não fique puto com isso! Kkkkk

  45. Thomas says:

    The Big Bang Teory começou bem e foi piorando até o final da segunda temporada. A série para mim é hoje uma espécie de Barrados no Baile com gente feia. Tanto que faz sucesso com quem nao é do universo nerd/geek/gamer.

  46. Thomas says:

    Futebol faz parte da triade-sagrada-inquestionavel-do-machao-brasileiro. Dizer que não gosta do jogo sempre abre espaço para critica.

    Curling é melhor que futebol. O Brasil deveria almejar receber a copa do mundo de curling kraleo!

    Outras coisas que não curto e entrariam nessa lista,:

    -- formula 1
    -- seriados em que cada episodio é uma historia fechada: csi, house, e tantos outros.
    -- desenhos da Disney. Foda-se o picapau, o mickey, e o pato Donald. Nem quando criança eu assistia isso.
    -- comédias romanticas
    -- comédias (com excessão de Seinfeld)

  47. Junior says:

    DETESTO Breaking Bad.

  48. Marina says:

    Confesso que me senti bem representada nesse post, principalmente por Big Bang Theory e política (sério, traduziu MUITO o meu ‘cagar e andar’ e ‘não entendo nada mesmo’). Inclusive, a despeito do meu blog ser pessoal-menininha, se interessar vou deixar aqui o link sobre o que eu falei sobre TBBT, se interessar dá uma lida 🙂

  49. Marcele says:

    Eu concordo plenamente com o que o Izzy disse sobre as eleições. Não importa quem ganhe, o país vai continuar na merda e o povo vai continuar insatisfeito. Eu também não gosto de política e é um assunto que nem me interessa. Afinal, ficar escolhendo qual dos corruptos vai me roubar, definitivamente, não é democracia! Na minha opinião, se o povo brasileiro quer mostrar a sua indignação, além do #VEMPRARUA, deveria existir algum movimento em que as pessoas simplesmente não fossem votar! A multa p/quem não vota é de R$1,06 a R$3,51. Quer mostrar indignação? Mostra na urna, que é onde o “futuro do país” é decidido! Eu posso estar falando uma maluquice, mas eu não vejo motivo para perder o meu tempo, além de encarar uma fila, para decidir, dentre os “ladrões”, quem é o menos pior.

  50. Luis says:

    Odeio Chaves, acho ruim de doer. Assim como os Beatles que tem meia duzia de músicas que não são horríveis e só suporto a do Ferris Bueller.

  51. Matheus says:

    Cara não dou a mínima pra Gane of Thrones também, tentei assistir mas não vai…

    Também me considero burro o suficiente pra ficar discutindo sobre política, não sou nenhum maluco discutindo sobre, mas o básico sobre os candidatos que vou votar eu pesquiso…

    Cara TBBT eu tentei assistir também mas é muito “nhenhenhem” sei lá.. Haha!

    E não gosto, não me interesso por Harry Potter! Já tentei assistir mas não consigo, o mesmo sentimento que você tem por Game of Thrones eu tenho por Harry Potter

  52. Acho que Game of Thrones caberia mais em um post chamado: “Coisas que eu não conheço e digo que não gosto mesmo assim, o que também pode ser chamado de preconceito puro com uma pitada de teimosia, já que é impossível gostar de algo desconhecido”

    O resto da lista faz sentido, já que não é por ignorância. Mas preconceito desse tipo é um pouco problemático, deveria assistir uma temporada pra pelo menos falar mal. Acho um tipo de pensamento estranho, esse de generalizar “fantasia” e não gostar de algo tão amplo. É como não gostar de chá, sendo que você só tomou de marcela.

    Izzy Nobre tem preconceituoso com as séries. Deve ser preconceituoso com as pessoas também. Deve odiar pessoas de outra etnia, generalizar todas e dizer que são todos iguais. Aposta que concorda com Hitler. PRENDAM ESSE NAZISTA!

    • Thiago Webber says:

      “deveria assistir uma temporada pra pelo menos falar mal.”

      E quem é você para dizer o que as outras pessoas devem ou não assistir? Tudo agora é preconceito!!!! Até não gostar de uma porcaria de uma série, que não acrescenta em nada na vida de alguém!!

      Não precisa assistir para não gostar! Eu também tenho aversão por temáticas da Idade Média, e qual é o problema disso? Vai querer empurrar goela abaixo aquilo que alguém não faz questão de gostar?

      Fala sério, comparar com Hitler!!! Acho que você andou fumando uma, hein!

  53. Newton says:

    Post polêmico hahahahaha
    Pior que sempre achei você bem parecido com esse nerd de TBBT, Izzy depois que ser nerd, virou moda… se popularizou, e tal.
    Principalmente depois do 99 vidas/HBDtv. Mas vai ver é só impressão minha mesmo.

  54. Aleluia says:

    Gosto muito de jogar futebol.
    Agora… assistir essa merda eu pego mal. É uma chaga nacional.
    Governo gastou $30bilhões ($150 por pessoa) para fazer estádios onde nem time de futebol tem direito (amazônia, brasília, natal).
    Só isso já justifica um ódio eterno.

  55. Raphael says:

    De fato, Blachthorne é FODA!
    Enfim encontro alguém além de mim que é admirador desse jogo fantástico que acredito eu, merecia um reboot!

  56. cristiano says:

    Ninguém é obrigado a gostar de nada. Com a excessão do seriado Chaves. Não gostar de Chaves chega a ser uma falta de caráter 😛

  57. Marcus says:

    Sobre o GOT, tem um cara aqui da empresa que diz o mesmo que você: “que não tem nada que o interesse nesse seriado.” Mas um dia, numa conversa, um colega disse para ele que o GOT segue uma linha parecida com o Duna, por causa do sistema das Casas nobres e tal… (mas não li o Duna, portanto não posso confirmar)

  58. Guilherme says:

    Finalmente alguém nas Internets concorda comigo e não gosta de Game of Thrones e fantasia medieval em geral. Kudos to you, Izzy.

  59. Ana says:

    Comemorar aniversários. Qual é o fundamento de fazer uma festa pra comemorar o fato da pessoa ter conseguido se manter viva durante mais um ano?

  60. cade meu comentario?, serio que tu tirou os comentarios de Facebook, e o comentario que demorei meia hora pra argumentar se perdeu?, aff :/

  61. Ricardo says:

    O seu ” ódio” ou desgosto por essas coisas eh totalmente racional e compreensível.

  62. Fernanda says:

    Eu não acho graça nos minions, sempre durmo ao tentar assistir missão impossível.

  63. Fábio de Mello says:

    Izzo, faltou o “Senhor dos Anéis”, que eu to ligado que você não gosta também. Mas ficou meio que subentendido na parte do Game of Thrones.

    Cara, hoje em dia eu já não me preocupo com o que os outros gostam ou deixam de gostar, ou se falam mal de algo que gosto.
    Até eu reconheço que gosto de coisas que são umas verdadeiras merdas, mas faz parte.

    Como sempre, excelente texto! Parabéns!

  64. Ang says:

    Finalmente alguém concorda comigo que Big Bang Theory não passa de lixo batido no liquidificador.

    E bacon.

  65. Andrea says:

    Amo Tbbt…vcs tem teorias demais…a série é engraçada, divertida.É normal ficar constrangedor sem as “risadas enlatadas” pq a dinâmica de uma sitcom é diferente, não é como um filme, tipo toma lá da cá…eles dão pausas demoradas entre as tiradas.Concordo Izzy, qd vc se referiu a Seinfeld.

  66. eu says:

    Odeio jogo da FIFA com todo amor,so porq todo mundo insiste em dizer q essa merda eh legal.caralho,q bosta.e sobre o post,foi inteligentissimo dizer q vc eh burro.pois incitou propositalmente os comentarios.na vdd vc desde o começo levou todo mundo na mao.e se vc nao curte nada dakilo,como q sabe tanto? Prova q teve interesse ou mera curiosidade.inteligente,nunca vi nerd falar assim.simplesmente nao fala de varios assuntos juntos.fikadika kkk