Vírus auditivo

Sabe quando tu ouve uma música, interpreta a letra de forma errada, e se torna eternamente incapaz de ouvir a música do jeito que ela é?

O nome oficial do fenômeno é mondegreen. O termo foi batizado assim no artigo “The Death of Lady Mondegreen”, escrito pra revista americana Harper em 1954. Nele, a autora Sylvia Wright explica que numa determinada poesia, ela sempre interpretava o trecho “And laid him on the green” como “Lady Mondegreen”.

Em terras brasilis esse troço ficou conhecido com “Virundum”, em homenagem à forma como a maioria da molecada da escola (e dos jogadores da seleção, eu arriscaria dizer) interpretava o “Ouviram do Ipiranga” do nosso hino.  “O virundum Ipiranga às margens pláááácidas…. Em terceiro, ó liberdade!”

Lembram? Poisé. E por falar nisso: ainda se canta o hino nacional nas escolas…?

Enfim. Tinha até site brazuca que catalogava a parada: o Virunduns, que era um site clássico da web 0.9 alfa build. Era do Inagaki o site, não?

Então.

Eu prefiro chamar esse tipo de fenômeno de “vírus auditivo”, porque 1) não tem cura 2) realmente se espalha como infecção viral. Basta expor alguém ao vírus auditivo e pronto — essa pessoa nunca mais conseguirá ouvir a música do mesmo jeito.

E tal como um vírus, o conhecimento da interpretação errada acabará passando da nova vítima pros seus próximos também.

Em algumas  ocasiões, o mondegreen ou virundum ou vírus auditivo acaba sendo muito engraçado. Em target=”_blank”>Anna Molly, do Incubus, o vocalista Brandon Boyd parece falar PEITINHO FACE em 1:03. Não satisfeito, ele vai e fala de novo em 1:48.

Vá lá no youtube e assista o vídeo. Mas eu aviso: uma vez que você ouvir o PEITINHO FACE, você jamais conseguirá se livrar do vírus. É que nem herpes: é pra vida toda.

Descobri o vírus em abril do ano passsado. Estava de viagem com a patroa, e tocou Anna Molly no rádio. Comentei com minha mulher sobre a similaridade da letra “I picture your face” com “peitinho face” e pronto, ambos começamos a rir. Minha mulher não fala português fluente, mas conhece o bastante pra ter achado graça.

Outro vírus auditivo que eu comentei com  meus seguidores no tuíter essa semana está na música What’s My Name, da gostosa/mulé de malandro Rihanna. Nem vou falar nada, deixarei que você observe por si próprio:

A música tocava direto no rádio do trabalho. Um dia comentei no twitter e pronto — “take piromba” virou uma piada interna entre alguns dos meus amigos.

“Piromba” que, por sua vez, foi um neologismo cunhado pelo amigo @gravz, um profundo conhecedor de estrovengas e trapizombas.

É foda quando a música toca (e ela toca DIRETO) e eu tou atendendo um cliente. Imagina um senhor de 60 anos aparece no balcão com um consolo preto de 28 centímetros, e eu lá com a minha melhor POKERFACE.JPG:

Ou seja, um semblante completamente neutro e inescrutável. Não posso exibir pro cliente reação de surpresa ou asco quando ele aparece com algum desses produtos no caixa: o cara nunca mais voltaria na loja, eu seria demitido, obrigado a viver embaixo duma ponte e certamente pegaria AIDS.

Então eu tou lá desempenhando minha função no maior do profissionalismo e de repente What’s My Name toca na porra do rádio. Puta que pariu meus caros leitores, se coloquem na minha situação: como é que eu poderia NÃO rir? Em qualquer situação, o mondegreen já soa engraçado. Imagina então nesse contexto.

Por mais que eu me concentre na tarefa em mãos, não dá. Basta o cérebro, por um nano-segundo que seja, traçar o paralelo entre “I need a boy to take piromba” e um velhinho comprando um dildo e pronto: eu começo a rir.

E rir descontroladamente. Já tentei até tossir pra disfarçar a risada mas aí é pior — eu acabo me engasgando. E rindo mais alto ainda da situação.

Maldita Rihanna. Depois não sabe porque levou tabefes do Chris Brown.

Vamos espalhar esse vírus auditivo. E deixe aí nos comentários os outros que vocês conhecem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

112 comments

  1. Cara, eu jurava que o take primba que vc falava era do “Only Girl” , logo no refrão “take a piromba only girl in the wooold (8)”

  2. Aaah, Mondegreen. Conheci o conceito com um vídeo no youtube que provavelmente a maioria das pessoas conhece, chamado Fishmaster. É só dar uma busca rápida no Youtube que você entende.

    Depois de conhecer Fishmaster eu procurei por mais “misheard lyrics” -- e em relação às músicas que ouvi, era MUITO mais fácil decorar as letras erradas do que as que são realmente proferidas pelo vocalista.
    Eu adoro isso, até cheguei a me arriscar na arte do mondegreen.
    Se você buscar por “Megaman com Silent Hill” vai achar um vídeo meu no estilo. Até fiz outro, mas é com o vocal em japonês e todo mundo caga pra ele.

    Vírus auditivo = FUN.

  3. LOL lembrei agora que um dia desses uma amiga me falou que, na música que estava tocando e na qual não sei o nome, só sei que o cara fala “O jeito é dar uma fugidinha com você”, parecia que ele falava “O jeito é dar uma FODIDINHA com você”…. a partir daquele momento só conseguia ouvir “fodidinha” >.< sahsuahsua

  4. Ahahaha coitado do Kid. Cara, isso acontece muito principalmente com quem tem pouco conhecimento de inglês. Vide aquela ex-BBB que cantava ianuo (um negocio assim) ao invés de We’re de world. Virou hino.

  5. HAHAHAHAHAHA! Post massa.
    Eu lembrei um de um exemplo de Lady Mondegreen numa música que eu não sei o nome mas era assim: eu ouvia “trocando de biquíni sem parar”, só que a letra certa era “tocando B.B.King sem parar”.
    Valeu Kid!

  6. Hahahaha!
    Alguns mondegreens que eu sempre ouço:

    Double You -- Look at my Girl: Gisele é minha vó.

    Billy Idol -- Eyes Without a Face: Ajudar o peixe.

    System of a Down -- Chop Suey: vem cá dá uma chupada na minha pica

    Lá vem o negão, cheio de paixão, te catar te catar te catar, querendo pegar todas menininhas, DEMOROU ELE PEGOU O ANÃO!

    Todos podem ser encontrados no Iutubi 🙂

    1. Estava comendo biscoito e engasguei feio quando li
      “Lá vem o negão, cheio de paixão, te catar te catar te catar, querendo pegar todas menininhas, DEMOROU ELE PEGOU O ANÃO!”
      LOL

  7. VOcê esqueceu de mencionar o ‘de cara inchada’ que o cauemoura falou seu chubiruba vacilão!
    Agora eu fico mentalmente cantando a peitinho face aahuahauahauahahah

  8. Putz isso me fez lembrar do vídeo que um amigo meu do colegio fez, tbm com uma música da Rihanna. Só que o cara conseguiu fazer esse fenomeno com toda a letra da música. E ao contrário do que pode parecer a qualidade ficou foda.
    A música é “Shut Up and drive” que se transformou em “Chora pen-drive”
    rel="nofollow">

    Eu takeio uma piromba se vc não rir e ficar lembrando dessa porra depois

  9. Li há muito tempo atrás uma pessoa perguntando no Orkut se na música SOS do Abba a vocalista falava mesmo “Where are those happy gays” LOL
    Demorei muito tempo pra conseguir ouvir “Where are those happy days” de novo.

  10. Cara,

    Outro nome para esse efeito é a cognata
    No inicio da web2.0 tinha um site cognatas .dromma algo assim

    fui pesquisar agora e tem um tumblr disso
    http://cognatas.tumblr.com/

    Tem varios classicos do Fatboy Slim como “tenho uma ferrari e 2 navio” ou o “silvio santos”..
    é sensacional!!!

  11. “…da gostosa/mulé de malandro Rihanna.”

    LOLOL, Exatamente!
    Depois que vi (e ouvi) a “Love the Way you Lie”, comecei a chamar a Rihanna de “Mulher de bandido” instantaneamente.

  12. Quando morava no Brasil, eu trabalhava em na Saraiva na parte dos cds/dvds. Uma cliente chegou e me perguntou se eu tinha o cd da Beyoncé que tinha uma música que ela cantava assim:

    “Oh docinho de leite! Oh docinho de leite”

    Porra, não me segurei. Precisei rir. LOL

  13. Na Run to The Hills di Iron Maiden, quando diz “the only good indians are tame” parece “The only Corinthians é time”.

    Mas a melhor de todas é na Black Dog do Led Zeppelin, quando diz: “Tell me what you do me now!” parece dizer “Vamo ir pra Blumenau!” e mais adiante, a outra vez, parece dizer “O que é legal tá em Blumenau!”.

  14. Eu sempre me lembro é da musica da Katty Perry que ela fala, I want see your peacok, mas cade que eu consigo enteder peacock, só consigo ouvir PICA.
    I Want see your PICA.

  15. Não sei se você conhece, mas tem uma porrada de vídeo no YouTube do “Karaoke do Pânico”, em que musicas são ‘traduzidas’ com o que parece ser ouvido em português. Pode dá o search aí, é como os trechos do Ouvirundum, só que durante toda a música.

  16. Tô aguardando o comentário:

    “Kid viado, vai morrer com uma piromba no cu”.

    Mas diz aí, Izzy Nobre, agora que os sete dias acabaram os posts diários continuarão?

  17. ahhahaha demorou ele pegou o ANÃO hahahahahhahahhahahahaha
    ahahhahahahahahhaahahahah
    hahahahahahahahahahahahahah
    ahahahhahahahahahahahahahah

    chorei de rir aqui.

    E o michael jackson que começa beat it com Chupa Rola?

  18. Tem uma proganda idiota da Renner que a mulher canta aquela “Que tempo bom, que não volta nunca mais”, mas eles mudaram pra “Que tempo bom, com 60 pra pagar”.

    “Quem tempo bom, vc senta pra pagar.”

    Senta-e-roda pra pagar né.

  19. Ah, ontem eu tava conversando com uma amiga e surgiu -- CHUBIRUBA -- o assunto da música Oceano do Djavan, onde ele canta “AMARELO deserto e seus temores”.

    Na verdade é “amar é o deserto”.

    Enfim, tchau.

  20. ““Piromba” que, por sua vez, foi um neologismo cunhado pelo amigo @gravz, um profundo conhecedor de estrovengas e trapizombas.”

    Mas quem tem 150 nomes pro bilau é tu, né, rapaz? 😛

    Voltemos ao assunto… tem uma música do ABBA(eu acho) que o refrão eu sempre ouço “Feche os olhos (Aaaaah!) E vá enxugar o peixe” desde que vi ela num site cujo nome também esqueci, mas que era cheio dessas coisas.

    E agora só lembro desse. 😐

  21. bando de mané!
    Isso ai existe a ZILHOES de anos.

    Até paródia se baseia nessas similaridades..

    Bando de cabaço acha que descobriu a américa.

  22. Sem dúvida a primeira de todas que ouvi/vi foi a do jaspion q um carinha aí já postou (porque era +/- assim q as crianças cantavam na época msm), recebi por e-mail num powerpoint com arquivinho flash nos tempos de cursinho de informática e DATILOGRAFIA

    depois tem essa tbm q é muito OLD, mas nem sei se enquadra na situação -- mas morro de rir
    rel="nofollow">

    LEMBREI MAIS UMA!!! EM CREED -- SIX FEET UNDER
    eu sempre cantava “EU SOU FÓ-DA!!!” hahahaha
    rel="nofollow">

  23. Izzy, isso aconteceu uma vez quando eu tava conversando com um amigo meu. Foi lá em 2001 e System Of A Down passava na MTV (tocando Chop Suey). Assim que eu perguntei: “Cara, você conhece System of a Down?”, ele rebateu na hora com um: “Como é? Sistema Fodão?” e caímos na gargalhada por horas. Bons tempos. =D

  24. MEU DEUS.
    HSAUHSUAHSUASUAHSUAHSUAHSUAHSUAHSUA
    *Depois de 5 minutos rindo descontroladamente*
    Sério, eu gostava muito anna molly, agora aparentemente tudo está invertivelmente perdido.
    “Vá lá no youtube e assista o vídeo. Mas eu aviso: uma vez que você ouvir o PEITINHO FACE, você jamais conseguirá se livrar do vírus. É que nem herpes: é pra vida toda.”
    Porque eu fui fazer isso? u.u

    Cara, isso é trash.

  25. ¬¬ OMG…esse negocio de um post por dia esta diminuindo a qualidade dos textos.
    saudades dos três super elaborados post’s do HBD..por semana.

    problem?

  26. esse fenômeno é muito interessante mesmo. Isso me faz lembrar de dois virunduns:

    Extreme -- more than words -- disfarcei e ela não viu.

    Como já citado acima, The Who, com “no one knows what is like to be the batman”!

  27. engraçado que é o mesmo fenômeno daquelas “músicas demoníacas” qdo ouvidas ao contrário

    se vc ouvir sem a legenda, não entende nada… mas é só colocar a legenda lá que você automaticamente “ouve” o que está escrito

  28. Sempre pensei que o começo de What’s My Name seria assim

    “Banana, What’s My Name ? Banana, What’s My Name ?…”

  29. A música da Rihana ficou famosa no meu trabalho depois que todo mundo ouviu a letra correta, antes de PIROMBA ninguém dava ouvidos pra essa música quando tocava na rádio.

  30. Sensacional, Kid. E o pior é que é exatamente isso: essas músicas entram na nossa mente de uma forma tão poderosa que não saem nunca mais. Mesmo que você tente ou queira esquecer essa porra, é impossível. Elas ficam na sua cabeça por toda a eternidade e em qualquer ocasião que você ouve essas músicas -- o resultado é risada na certa.
    E o mais foda nisso tudo é o que você falou: não importa o lugar que você está e nem com quem você está, a partir do momento que você ouve essas PÉROLAS dá uma vontade maldita de rir.
    PS: E depois da Rihanna não entende porque o Chris Brown bateu nela. #euri

  31. Então, Kid, eis esse site: http://cognatas.tumblr.com/ -- O próprio amigo XongLee postou ali em cima, mas estou postando novamente. Vale a pena acessar o site. São trechos específicos das músicas em que esses “vírus” aparecem. Acesse o site, ouça as músicas, e você entenderá.

  32. Aliás, uma das músicas que também é um vírus e não está nesse site, é Don’t Stop ‘Til You Get Enough, do Michael Jackson. Aí vai o Link: rel="nofollow">

    Repare que ele fala: “Que bom! Fui no posto”. E isso aparece em várias partes da música. Aliás, é o REFRÃO da música.
    Preste bem atenção e você ouvirá.
    A primeira vez que ele fala é em 1:12.

  33. OBS: Repare que depois que ele fala “A Peitinho Face” parece que ele diz, em seguida: TU TACA MAIS, TÁ FORA DE ÁREA.

    Em sequência: A PEITINHO FACE, TU TACA MAIS, TÁ FORA DE ÁREA.
    Prestem atenção e verão. Hahaha.

  34. Só para terminar esse monte de comentários, uma única visão em relação a isso tudo. E uma única palavra: CHUBIRUBA.

  35. Uma vez quando eu era bem novo, meu pai levou eu e meu primo num show matinal do skank.
    Em “É proibido fumar”, o público gritava MACONHA no refrão, ficando: “É proibido fumar MACONHA!”.
    Esse meu primo entendeu errado o que o povo falou e então começou a gritar BAITOLA durante o resto da música

  36. kkkkkk, curti esse post. cara, sou fã do incubus fudido e NUNCA tinha ouvido isso.. tomara q eu nao tenha sido infectado, hehehe

  37. Cara, eu jurava que o take primba que vc falava era do “Only Girl” , logo no refrão “take a piromba only girl in the wooold (8)”

    WOLD? WOLD? OYG

  38. Encaixaria-se também nesse status de
    “vírus auditivo” Toxicity do SOAD?
    Desde a primeira aparição do Exódia no anime Yu-Gi-Oh! eu não consegui mais cantar a palavra “disorder” na música do System.
    Ainda hoje encaro Toxicity como se fosse a “música do Exódia”.
    =/

  39. Porra Kid, eu li essa merda e na mesma noite saí pra balada… Adivinha o que tocou? “I need a boy to take Piromba”, tive um mindfuck tenso.
    Texto maldito.

  40. A que eu me lembro com maior clareza (e que eu mesmo cantava assim por total desconhecimento da língua inglesa) era “Do you wanna dance” do Roupa Nova. Eu mandava um “Eu perguntava tu e o holandês / e te abraçava tu e o holandês”

    Depois que descobri a verdade ri alto da minha imbecilidade.

  41. Izzy, me lembrei de uma música que eu ouço errado sempre, pode chubiruba não ser engraçado, mas é frustrante: em Wild Honeyc Pie dos Beatles lá pro finalzinho o Paul McCartney diz “i love you”. E eu ouço “I’m lonely”. ‘-‘

  42. Uma vez eu li que em “Shut Up and Drive” parecia que ela falava “compre um pen-drive”.
    Até hoje fico rindo sozinho quando escuto :B

  43. Li o texto e lembrei da múica fuel do metallica XD

    “Gimme fuel, gimme fire, gimme double charizááááá… UH!!!!”

    Sempre sorrio sozinho quando ouço essa música.

  44. Nossa! Existe [ou existia] uma comunidade no Orkut “Cantando Errado” com clássicos como os já citados. E outros…

    “Mais fácil apedrejar pôneis em Bali” -> “Mais fácil aprender japonês em braile”

    E aquela do CPM 22 Não sei viver sem ter você que dizia “A cada dia que eu morrer espero que você morra dois” que alguém entendia “A cada dia que eu morrer espero que você morra de um coice!”

    Eu tive a capacidade de ver ‘gíria carioca’ onde não existia. Em uma música em que a Perlla canta “Já mandei mensagem pra lembrar que na data de hoje faço um ano sem ficar…” Pois eu sempre entendi “Já mandei mensagem pra lembrar que NADA TÁ DE HOJE” e me convenci de que era algum tipo de gíria carioca querendo dizer que nada vai rolar hoje! hahaha 😉

  45. “Aprendi” (junto com todos que conhecem a música) a cantar a música INTEIRA do Daileon (que está em japonês) porque existe uma animaçãozinha em flash chamada O CARA TUSSIU.

  46. haha tem no começo de mokeys gone to heaven do pixies q parece q ele fala “deus eh gay” ria muito disso enquanto mostrava pros meus amigos

  47. michael jackson dont stop till you get enough, eu semre ouvia ele falar: que bom, to no posto, dont stop till you get enough!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *